O reboque de Armstrong

27/07/2009

As figuras do Tour 2009 foram várias: Alberto Contador repetiu a vitória de 2007 e demonstrou que é o mais forte ciclista da actualidade. Incrível a força do espanhol na montanha e no contra-relógio individual.

Os irmãos Schleck foram uns dignos vencidos. Se não fossem estes 2 luxemburgueses, o Tour teria sido um tédio. Rara foi a etapa que não contou com animação e emoção oferecida pelos 2 manos.

Mark Cavendish é indiscutivelmente o melhor sprinter do mundo. Vencer 6 vezes no Tour é obra. Principalmente quando se tem adversários do nível de Thor Hushovd ou Gerald Ciolek.

Bradley Wiggins e Vincenzo Nibali foram as agradáveis surpresas. Os chamados outsiders acompanharam os grandes nomes e perfilam-se como o futuro da modalidade. Com certeza em 2010 estarão nas melhores equipas.

Por fim, destacar Andreas Kloden. A este alemão cheio de força e com uma capacidade de sofrimento enorme, chamarei a partir de hoje “Reboque de Armstrong”. Kloden rebocou autenticamente o americano até ao 3º lugar (quem percebe de ciclismo sabe do que estou a falar).


Claro que acho…

10/07/2009

Anda por aí a ser semeada a ideia de que o FC Porto rouba jogadores ao Benfica. Um perfeito disparate, desde logo porque não se pode roubar uma coisa a alguém que não a possui. Tome-se o exemplo de Álvaro Pereira. O jogador nunca foi do Benfica. Os encarnados até podem ter perguntado o preço, até podem ter-se mostrado interessados em contratá-lo, mas a verdade é que não o fizeram. Fê-lo o FC Porto. Depois, é um disparate falar em roubo de jogadores que, livre, voluntária e compreensivelmente, escolhem os clubes pelos quais preferem jogar. Ora, temos de convir que é apenas normal que um jogador prefira jogar no tetracampeão português quando a alternativa é o terceiro classificado, que prefira ter a oportunidade de disputar a Liga dos Campeões em vez da Liga Europa e que opte pela oportunidade de actuar num dos clubes europeus que mais valorizam os seus activos em vez de jogar num clube valorizado especialmente pelo seu passado. O contrário é que seria estranho, não acham? por Jorge Maia no jornal O JOGO


O estado do voleibol português

06/07/2009

Interesso-me pelo voleibol português e impressiona-me, tal como noutras modalidades, a discriminação que é feita em relação ao género. Envergonha-me também que todas as federações deste país tenham como dirigentes, gente que olha apenas pelos seus interesses. Enoja-me o facto de a comunicação social e a sociedade, juntamente com os intervenientes (atletas, dirigentes, treinadores, etc) nada fazerem contra isto.

Uma pedrada no charco. É o que se pode dizer desta entrevista de Manuel Barbosa, treinador da equipa feminina de voleibol do Clube Académico da Trofa (tri-campeão nacional).


Clássicos

01/07/2009

Um dos meus hobby’s é passear no clássico, que era do meu avô. Um belo BMW 520 (E12) de 1974: 1990 cc, 115 cv, 4 cilindros, 2 carburadores Stromberg. Depois de 13 anos parado num armazém, foi totalmente recuperado e ficou como se pode ver, um espectáculo. Precisa ainda de cromar os para-choques e de rectificar o motor (apesar de estar bom, pegar à primeira e aguentar-se bem ao ralenti). Conhecido como o “BMW com nariz de tubarão“, foi o primeiro carro da Série 5 da Bavarian Motor Works (BMW), que se construiu entre 1972 e 1981.

BMW 520


%d bloggers like this: