Interesses (pess)o(nacion)ais

Não vale a pena fazer mais considerações às actuações do primeiro-ministro, dos governantes, dos altos representantes da justiça, dos administradores das grandes empresas, dos banqueiros, dos reguladores, das autoridades. Está tudo visto… há muito tempo. Como dizia Lobo Xavier na “Quadaratura do Círculo“, não é preciso ler escutas para saber o que se passa.

O que interessa agora, chegados a este ponto, é que Portugal não pode continuar assim. Liderado por este bando de homens gananciosos, arrogantes, corruptos, incompetentes, incapazes e sem carácter. Passamos por uma grave crise económica, financeira, social e de valores. E este Governo tem de ser demitido para termos algumas hipóteses de recuperar.

Qualquer coisa é melhor do que isto. Mas pelos vistos, mais uma vez, os responsáveis – aqueles que elegemos para tomarem conta do nosso futuro e para nos representarem nos orgãos da democracia – colocam os seus interesses pessoais e corporativos à frente dos interesses nacionais.

1 – O PR Cavaco Silva não demite o governo porque pensa nas eleições de Janeiro 2011. Não tenho a mais pequena dúvida que, se as eleições presidenciais tivessem sido em Janeiro 2010, este Governo já estava no olho da rua.

2 – O PSD não apresenta uma moção de censura porque tem medo de ser acusado de provocar uma crise política – a somar à crise social, económica e financeira – e de assim se ver fragilizado numas futuras eleições.

3 – O CDS também não o faz porque não quer passar a imagem de desestabilizador. Tem-se esforçado por manter a atitude politicamente correcta que lhe deu os 12%. Aposta na mesma táctica para subir no próximo acto eleitoral

4 – O PCP e o BE, por muito que digam mal de Sócrates, preferem ter lá o PS do que abrir a porta para um governo PSD ou uma coligação PSD-CDS. Ainda têm o trauma da direita e esquerda. Algo que nos dias de hoje, para mim, já não existe.

Ou seja, todos zelam pelos seus próprios interesses. Mas esquecem-se do superior interesse de Portugal. Esquecem-se que adiar a queda deste governo para 2011 é dar a Portugal e aos portugueses mais 2 anos de atraso. Tempo esse que poderá ser definitivamente fatal.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: