O lado positivo das eleições no PSD

Avizinham-se tempos em que vários militantes do PSD vão dar motivos para que a comunicação “dita” social e a opinião pública possam fazer trovas burlescas e satíricas do partido. Digo isto porque estou convencido que o combate pela liderança do PSD será feito pela negativa.

Maquiavel dizia em O Príncipe que havia duas formas de fazer campanha política. Uma delas era dizer bem de si, e a outra era dizer mal do adversário. Temos hoje implantada em Portugal uma única forma de fazer campanha política, e que vai de encontro à 2ª opção ditada por Maquiavel.

Os responsáveis por este estilo de fazer campanha são os políticos que temos tido nos últimos 15 anos. Como estes foram políticos incompetentes, nada mais lhes restava em campanha do que dizer mal do adversário, já que nada tinham para dizer bem de si próprios. Guterres iniciou este estilo e Sócrates aprofundou-o e tornou-se mestre.

A campanha interna no PSD começou há umas semanas, e para já o que tenho visto não me agrada. Têm sido quase nenhuns os militantes que tenho ouvido a dizer bem do seu candidato, ou do programa deste. A maioria apenas tem “blasfemado” os adversários.

Acho que devem ser apontados os aspectos negativos dos candidatos – afinal de contas precisamos de ver o que há de positivo, e também o que há de negativo em cada um, para que possamos fazer uma análise equilibrada – mas tudo tem limites. E para sermos honestos devemos falar verdade.

Vou ser diferente daqueles que tenho ouvido/lido e aponto a seguir alguns pontos positivos de 3 dos 4 candidatos a líder do PSD:

José Pedro Aguiar Branco
1 – É deputado na Assembleia da República
2 – Tem experiência de combate com Sócrates c/ líder parlamentar
3 – É um homem íntegro, responsável, exigente, leal e respeitador
4 – Não é conotado com nenhuma das facções do partido
5 – Demonstrou ter sentido de Estado na gestão de dossiês
6 – Tem experiência governativa como Ministro

Paulo Rangel
1 – É reconhecidamente um homem inteligente, determinado e lutador
2 – Tem experiência de combate com Sócrates c/ líder parlamentar
3 – Já venceu, pelo PSD, umas eleições disputadas a nível nacional
4 – Pouco ligado à “máquina” partidária (pouco tempo de militante)
5 – A sua figura e retórica são convidativas e persuasivas
6 – Tem experiência governativa como secretário de Estado

Pedro Passos Coelho
1 – Conhece a história e a dimensão cívica do PSD
2 – Não está ligado a governos PSD do passado
3 – Teve a oportunidade de ver de perto como trabalhava Cavaco Silva
4 – Tem background de gestão de recursos e pessoas
5 – Tem boas ideias sobre economia em geral
6 – Conhece diversas áreas do mercado empresarial

Anúncios

One Response to O lado positivo das eleições no PSD

  1. […] por estas e por outras que o PSD perde credibilidade e é satirizado. Estes episódios não abonam nada a favor do PSD. Mas há militantes que ainda não se convenceram […]

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: