O Portugal que não quero (I)

Eram 23h30 e estava eu numa deserta área de serviço da A8. Chega um bruto Jaguar de onde sai um jovem com os seus 30 anos, vestido da forma mais parola que tenho visto. Aproxima-se do balcão, pede uma cerveja em lata e sai a alta velocidade.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: