Mário Soares, por qué no te callas

Respeito muito Mário Soares pelo papel que desempenhou na construção da democracia portuguesa. De qualquer forma, ao contrário de outros, não lhe coloco o epíteto de “Pai da democracia”. Foi uma das figuras importantes – a par de Sá Carneiro, Freitas do Amaral, Álvaro Cunhal entre outros – mas está longe de ser o principal ou único responsável.

Ele, melhor do que muitos, deveria saber que em política (como na vida) tudo tem o seu tempo. Pelo percurso que teve já devia ter aprendido que os grandes homens da história souberam saír na altura certa. Saber o timming para se retirar e dar lugar aos mais novos é algo essencial para se “saír pela porta grande“.

Além disso o corpo humano vai-se detereorando com a idade, e mais grave do que as debilidades físicas que começam a aparecer, é a perda de capacidades cerebrais. Está provado cientificamente que com o avançar dos anos o cérebro vai atrufiando (se assim se pode dizer) e vamos perdendo discernimento.

Mário Soares terminou em 1996 o seu mandato de PR e podia ter-se retirado. Mas o bichinho da política, o amor pelo partido, e a consciência de que ainda era capaz, fê-lo rumar a Bruxelas em 2000. Penso que fez bem, porque a sua experiência e conhecimento podiam contribuir para a construção europeia e para a defesa de Portugal na UE.

Em 2005 com 81 anos tomou a decisão correcta e sensata de se retirar, anunciando que abandonava definitivamente a política. Tinha sido um percurso brilhante ocupando o cargo de PM, PR e Deputado Europeu. Retirava-se um grande homem que contribuiu imenso para a construção do país.

Mas infelizmente, para ele e para muitos de nós, os últimos 5 anos foram catastróficos. Desde a candidatura à PR em 2006 até aos argumentos de cabo de esquadra que tem usado sempre que tenta defender José Sócrates, tem sido o que se costuma caracterizar de “cada cavadela, cada minhoca“.

É pena, porque assim ele está a perder o respeito que os portugueses (mesmo os que não são do PS, como eu) tinham por ele. E além disso não está a contribuir em nada para que a política portuguesa se regenere e se credibilize.

O argumento que deu ontem para justificar que era uma má opção PPC e PSD assumirem a governação é digno do pensamento de qualquer ditador. Só os ditadores podem pensar que apenas eles podem liderar e governar, e que a oposição é incapaz. Mário Soares não é assim… vamos dar-lhe um desconto.

Anúncios

5 Responses to Mário Soares, por qué no te callas

  1. Gonçalo Capitão diz:

    Soberbo texto, Luís!

    O dr. Soares, a meu ver, fez muito mais coisas erradas do que certas, mas o facto é que está a ter uma recta final penosa e triste.

    • Luis Melo diz:

      Também sou dessa opinião. Ele errou (politicamente) mais do que acertou. Mas não podemos esquecer o facto de em certas alturas ter tido a clareza de espírito, a inteligência e a sensatez de ficar do lado certo (o lado dos democratas) e assim arrastar consigo uma parte significativa do povo português que confiava muito nele.

      Além disso sei que se portou muito bem, demonstrou carácter, personalidade e habilidade política em outras situações decisivas para Portugal e para os portugueses.

      Esta fase final tem sido de bradar aos céus. Tenho pena que lá em casa não haja um filho que o desencoraje de intervir politicamente. O problema provavelmente é que, sem o papá na ribalta, ele perde a pouca hipotese que tem de ser alguém (politicamente)

  2. […] cerca de um ano escrevi: “Respeito muito Mário Soares pelo papel que desempenhou na construção da democracia portuguesa” mas “Ele, melhor do que muitos, deveria saber que em política (como na vida) tudo tem […]

  3. […] é o 4° post com o título “Mário Soares, por qué no te callas“. O 1° foi em Setembro 2010 O 2° foi em Setembro 2011 O 3° foi em Novembro 2011 Ontem Mário Soares brindou-nos com mais […]

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: