Jorge Jesus, o novo rico do futebol

Se o dissesse no final da época passada diriam que estava com azia e mau perder, mas o facto é que já o penso desde então: Jorge Jesus é fraco como treinador.

O tempo vai encarregar-se de confirmar o que digo, e demonstrar que a época 2009/2010 foi obra do acaso, e não do “messias”. Por “acaso” entenda-se uma conjuntura favorável: grupo atletas em forma, alguns jogadores de grande qualidade, adversários na mó de baixo, etc.

Atentem p. ex. às contratações feitas a mando de JJ. Não há nenhum que se safe. Lembrem-se que Coentrao, David Luiz, Di Maria e Ramires já estavam no clube quando o técnico chegou.

E perante as dificuldades, já alguma vez se superou? E assumiu responsabilidades? Não! Quando perde é sempre por culpa dos árbitros ou outros “agentes” externos.

Pior do que ser mau treinador é não saber ganhar, não reconhecer mérito ao adversário (quando lhe é devido), esquecer-se de onde veio, tornar-se arrogante e sobranceiro. Um autêntico novo rico do futebol.

One Response to Jorge Jesus, o novo rico do futebol

  1. […] entre FC Porto e SL Benfica que justifiquem os 8 pontos de avanço no campeonato. Diz o “novo rico do futebol” que essa diferença advém apenas dos erros dos árbitros, nomeadamente nos penaltys […]

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: