Erro estratégico do FC Porto no caso “Túnel da Luz”

Em Março de 2010, um dia após Hulk voltar aos relvados depois do castigo que adveio do caso “Túnel da Luz”, escrevi:

Ninguém poderá dizer se com Hulk disponível o FCP ganharia os jogos que perdeu, tal como poderia perder os jogos que ganhou […] Não vem mal ao mundo. Ninguém pode vencer sempre […] Mas uma coisa é certa: o FC Porto teve o seu maior activo (avaliado em 100 M€) parado durante 100 dias. O que sería se a Autoeuropa tivesse uma das suas linhas de montagem paradas durante 100 dias? O que sería se a PT tivesse a sua rede de telecom parada durante 100 dias? O que sería se a EDP tivesse as linhas de transporte cortadas durante 100 dias? Alguém vai ter de indemnizar o FC Porto

Ora, passado mais de um ano sobre isto, o FC Porto resolveu colocar uma acção em tribunal pedindo uma indemnização de 8 M€ à Liga de Clubes. Não pelo facto de ter tido o seu activo parado, mas por achar que isso foi a razão pelo facto de não ter chegado à Liga dos Campeões.

Na minha opinião foi um erro da direcção do FC Porto. Penso que nenhum tribunal irá dar razão ao clube neste caso porque, como disse, é impossível saber se com Hulk o FC Porto ganhava os jogos que perdeu. Agora, o facto de ter um activo parado, isso sim é quantificável e poderia ter sucesso em tribunal.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: