Francesinhas em Lisboa – Parte I

O ditado diz “Em Roma sê Romano” e não “Em Roma sê Transmontano“. Assim, por princípio não como Pudim Abade Priscos no Algarve ou Don Rodrigo no Minho. Não como Jesuítas em Lisboa ou Pasteis de Belém em Santo Tirso.

Desde que há 4 anos mudei para a Capital, me recuso comer Francesinhas. Para quem estava habituado a comer Francesinhas no Bufete Fase (no Porto), no Mata (na Póvoa de Varzim) ou no Olímpico (em Santo Tirso), é complicado…

Mas a saudade de uma boa Francesinha fala mais alto e por isso comecei a pesquisar na internet. Descobri alguns locais onde supostamente se comem boas Francesinhas e resolvi experimentar. Hoje fui à Pastelaria Ritz.

Quando o funcionário pousou a Francesinha à minha frente assustei-me. O molho (que normalmente é o mais importante) era trágico. Tinha uma cor castanha e um sabor a estrugido. Era tão mau que nem me atrevi a molhar as batatas fritas.

O bife estava duro e tinha mais nervos que um noivo em dia de casamento. Salsicha, linguiça e pão aprovados. A apresentação trazia uma azeitona na ponta de um palito. Oh senhores… isto não é uma sandwich club, é uma Francesinha!

Enfim, este 1º episódio do périplo na busca de uma boa Francesinha em Lisboa, correu mal. A Francesinha da Pastelaria Ritz está reprovadíssima. Em breve, cenas dos próximos episódios.

Anúncios

6 Responses to Francesinhas em Lisboa – Parte I

  1. cefaria diz:

    1.ª deceção assumida, fico a aguardar os próximos episódios.
    Se eu seguisse a tua regra de prova, ainda desconhecia o bolo de mel da madeira, os doces do algarve, as alheiras de mirandela mas só a sigo para o cozido das furnas… aqui não há alternativa.

    • Luis Melo diz:

      Caro cefaria,

      A questão é que tanto o bolo de mel da madeira, como as alheiras de Mirandela, etc. podem ser feitos no local e depois enviados para outros sítios. Mas a francesinha não pode ser feita no Norte e enviada para Lisboa… há coisas que só podem ser apreciadas na sua terra de origem

  2. fernandomgomes diz:

    Ali ao pé do Marquês (na Braancamp) tens um restaurante que podes “relembrar” as francesinhas. E yn restaurante rebaixado e que fica à esquerda da Telepizza (olhando de frente).

    Não podes é ir com a achar que vais comer algo igual às do Porto. Mas sempre dá para comer uma francesinha…

  3. kelsus diz:

    viva
    venho recomendar o restaurante lagoa azul,
    rua baden powell lt12 loja 2,3 Amadora
    simplesmente divinal na minha opinião, as melhores francesinhas de lisboa

  4. luis diz:

    Caros amigos o restaurante lagoa azul mudou de gerencia amelhor franesinha de Lisboa acabou obrigado na mesma por tudo :(.
    Se conseguirem abrir um novo estabelecimento hei dizer Obrigado

  5. […] da Francesinha perdida em Lisboa”. Resolvi fazer esta minha segunda tentativa (a primeira foi esta, e correu mal) no Dom Tacho. Já tinha lido comentários positivos na internet, e também alguns […]

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: