Madeira: Demagogia, sectarismo e partidarite

Ontem, no Telejornal da RTP, foi transmitida uma reportagem que pretendia provar os maus gastos do Governo Regional da Madeira liderado por Alberto João Jardim. Mostrava-se (e descrevia-se com tom indignado) a Marina sem barcos e o Fórum Machico com apenas 2 lojas ocupadas.

Desde logo se levantaram várias vozes na blogosfera e nas redes sociais – não só da esquerda (PS, PCP, BE) como também do CDS – contra a vergonha e o escândalo das obras feitas por Alberto João Jardim. Concluo que o sectarismo, a demagogia e a partidarite não têm limites.

Ainda ontem passei na Marina do Parque das Nações. Sabem como está? Vazia! Nem um barco! E assim tem estado desde sempre. Na mesma zona há dois espectaculares edifícios (que ficam entre o Teatro Camões e o Oceanário) completamente vazios! Mas o que interessa isso? Vergonha é a Marina da Madeira!

Também em Lisboa, e no mesmo Parque das Nações, vê-se a imponente pala do Pavilhão de Portugal. Pavilhão esse que está fechado há anos e serve agora de abrigo a indigentes. Pelo país fora muitos exemplos como os Estádios de Leiria, Aveiro e Algarve ou o Aeroporto de Beja. Mas o que interessa isso? Vergonha é o Forum Machico!

3 Responses to Madeira: Demagogia, sectarismo e partidarite

  1. cefaria diz:

    Não desculpo AJJ, seguiu a estratégia socialista que eu tanto critico, basta ver que o heliporto apenas serve de complemento ao saturadíssimo aeroporto de Beja…

    • Luis Melo diz:

      Da mesma forma reprovo o comportamento de AJJ, mas reprovo também o comportamento de quem deixou passar anos e anos de desperdícios no Estado e agora critica com veemência os gastos na Madeira…

  2. esmeralda antas diz:

    Subscrevo! E podemos acrescentar à lista o aeroporto de Beja; as casas da cultura (!) feitas pelas freguesias; os pavilhões feitos pelas freguesias; as piscinas, idem. Estive a assistir esta semana a uma conversa com Medina Carreira a propósito do livro “O fim da ilusão”. Sala cheia. Disse ele: “O país anda com as baterias contra Alberto João Jardim. E os outros? Há muitos à frente dele para sentar no banco dos réus. Nos políticos dos últimos dez anos houve uma data de mentirosos a governar.”… “Eu falo muito. Mário Soares também. Mas eu tenho acertado. Ele não.”

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: