Francisco Sá Carneiro, um político insígne

Há 31 anos atrás morria o PM de Portugal, Francisco Sá Carneiro, na queda do avião que o levaria a um comício no Porto no âmbito das eleições presidenciais. Infelizmente sou obrigado a acreditar de que não se tratou de um acidente. Foi sim algo premeditado, mas que se dirigia ao Ministro da Defesa, Adelino Amaro da Costa.

Passadas três décadas o processo prescreveu e já nada há a fazer para castigar os hipotéticos culpados. Infelizmente ainda há, neste país, forças ocultas (que têm poder, apesar de não aparentar) que conseguem esconder, tanto os responsáveis que ainda estão vivos, como outros que já morreram (alguns recentemente).

Sá Carneiro foi um político insigne em Portugal. Foi uma referência não só como político mas também como líder e como homem. Era íntegro no verdadeiro sentido da palavra. Tinha um comportamento ética e moralmente correcto, era decente, sério, vertical e honrado.

O fundador e primeiro líder do PSD era um político implacável. Frontal, responsável e com sentido de Estado. Foi eleito deputado á Assembleia Nacional anos antes de 74 e lá lutou, ás claras (ao contrário de outros), pela liberdade e pela igualdade. Não se escondeu. Deu a cara pelos valores e ideais em que acreditava.

Depois do 25 Abril 74 fundou o PPD e contra todas as expectativas teve um sucesso assinalável. As pessoas chegavam à sede e pediam para se inscrever no “partido do Sá Carneiro”. A adesão foi massiva e rápida. O seu trabalho foi reconhecido pelo povo em 79 quando foi eleito Primeiro-Ministro.

Sá Carneiro livrou Portugal de uma hipotética ditadura militaro-comunista e pugnou sempre pelos valores da liberdade, igualdade e solidariedade. Foi amado e odiado, mas nunca ignorado ou desprezado. Foi sempre respeitado.

Não fosse a tragédia de há 31 anos atrás e por certo Portugal seria hoje um país diferente. Não tenho dúvidas de que Sá Carneiro teria feito o mandato de 80 a 84 e também outro de 84 a 88. Portugal seria hoje, com toda a certeza, um país diferente.

Anúncios

5 Responses to Francisco Sá Carneiro, um político insígne

  1. esmeralda antas diz:

    Com alguma emoção, assino por baixo!

    • Luis Melo diz:

      Cara Esmeralda, é também sempre com alguma emoção que escrevo sobre o grande estadista e grande homem que foi Sá Carneiro. Tenho pena que o seu exemplo não seja seguido, pelo menos por aqueles que fazem parte do partido que fundou, e que muitas vezes enchem a boca com o seu nome.

  2. Delfim Rocha diz:

    Caro Luis,

    Sigo o seu blog com atenção pois não só concordo com a grande parte dos seus comentários, pois sou, como voçê, um tripeiro a viver em Lisboa faz já 20 anos.
    Sobre Sá Carneiro, perdoe-me a opinião, acho que se tem feito um “mito” ácerca dele. Até ao momento em que faleceu, ou foi morto, de facto tudo o que diz é verdade, mas…. olhando á classe política nacional, tenho sérias duvidas de que se chegasse ao poder real durante os anos que refere, não se tivesse corrompido ou provavelmente deixado levar pelos “amigos” que o rodeavam, os quai se viu mais tarde o que fizeram (Cavaco, Loureiro, etc.). Um mito ou lenda só é mito ou lenda porque morre. Aliás, ninguém se vai lembrar da forma como todos nós vivemos, eu e voçê, mas da forma como iremos morrer. Ele teve a “sorte” de não ter tido tempo para fazer asneiras, como todos nós !

    • Luis Melo diz:

      Caro Delfim, agradeço as suas palavras e também o facto de seguir os meus escritos. Naturalmente não podemos esta de acordo em tudo. Sá carneiro morreu com meia idade. Teve muito tempo para fazer asneiras. E terá com certeza feito porque ninguém é perfeito. A verdade é que é era um homem verdadeiramente íntegro. Pelo que sei, duvido que pudesse ter deixado crescer à sua volta homens como Loureiros e Limas. Aliás, digo que Portugal seria diferente, porque estou convencido que está como está devido a senhores como esses. Daí que, sem eles, o país poderia estar melhor.

    • Luis Melo diz:

      Já agora caro Delfim, aproveito para dizer que não sou tripeiro, mas Tirsense 🙂 … apesar de não me sentir nada ofendido por me chamar tripeiro 🙂 Abraço

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: