Menezes não precisa de “habilidades” para chegar ao Porto

Gosto pouco de unanimidades, muito menos em política. E quando se trata do PSD, ainda menos me agrada. Mesmo com Sá Carneiro o partido foi sempre muito plural e pouco dado ao unanimismo. É essa a riqueza do meu partido.

Daí que não tivesse ficado nada agradado aquando das eleições para a Comissão Política Distrital do Porto, em que houve uma conformidade geral de votos em volta de Virgílio Macedo, o braço-direito do ex-líder Marco António Costa.

Essa recente eleição mais pareceu uma “passagem de testemunho”, para que uma corrente de “vontades” permanecesse a dominar a CPD PSD Porto. Não é absolutamente nada ilegítimo. Apresentaram-se sozinhos a eleições e venceram.

Mas parece agora que essa corrente de “vontades” tem um só objectivo. E ele não passa para lá das fronteiras da cidade onde se encontra a sede da Distrital do PSD Porto. Desprezando todos os outros concelhos do distrito.

Nos últimos dias a actividade foi intensa para Virgílio Macedo. Primeiro veio defender que os autarcas impedidos (pela nova lei) de se candidatar nos seus concelhos, o possam fazer noutros. Depois veio atacar Paulo Rangel (hipotético candidato à CM Porto).

Luís Filipe Menezes já demonstrou competência como político, e fez um grande trabalho em VN Gaia. Poderia fazer o mesmo no Porto, dando continuidade ao que foi feito por Rui Rio. Não precisa para isso, deste tipo de jogadas.

Quero acreditar que não há um esquema montado para colocar LF Menezes como candidato à CM Porto. E a haver, que o próprio não está envolvido. Se a lei o permitir, ele não precisa disso. A população provavelmente escolhê-lo-à sem hesitar.

Mas a população também já está farta das jogadas sujas nos bastidores politico-partidários. Daí que as recentes “habilidades” de Ricardo Almeida (na Comissão Política Concelhia do Porto) e de Virgílio Macedo nada ajudam.

Além disso, é necessário que a CPD PSD Porto concentre também os seus esforços noutras autarquias. Muitas delas mais difíceis de conquistar do que a do Porto. A minha por exemplo, Santo Tirso, que há mais de 30 anos é PS.

Anúncios

5 Responses to Menezes não precisa de “habilidades” para chegar ao Porto

  1. Concordo sem pestanejar com a opinião avançada…

    Se quiser e puder LFM será de certeza não só a opção ideal mas, principalmente pelas provas dadas, um óptimo futuro Presidente da CMPorto.

    Mas, chega de jogadas por baixo da mesa quando falamos da vida dentro do Partido. Estamos fartos destes peões que se movem unicamente na defesa dos seus próprios interesses e a reboque de corporações de votos e da venda de favores.

  2. delfim rocha diz:

    Caro Luis Melo,

    Gostava imenso dos seus comentários políticos até perceber a sua identificação “clara” partidaria. Embora eu também me considere proximo da area do PSD não gosto mesmo MESMO de político NENHUM. Assim sendo, Luis Filipe Meneses é um político profissional e como tal não pode ser bom. Nenhum político profissinal é bom. Nem Sá Carneiro, que para si parece uma espécie de “messias” do liberalismo. Sá Carneiro não chegou a dar provas NENHUMAS. Foi apenas “candidato” a dar provas. Nã lhe deram tempo, isso não faz dele um Deus a seguir. Aliás, se há coisa que irrita no PSD é essa insistência na referência a Sa Carneiro. Deixem o home em paz.
    Quanto a Meneses também não deu provas ! Gaia ? Provas dadas, aonde ? Porque ? Rui Rio no Porto sim, Meneses não. Rui Rio deveria continuar na Camara do Porto ou passar a uma fase mais importante: ser candidato a primeiro ministro, mas não teve coragem para isso.
    Tachos, são sempre tachos, tachistas profissinais só em culinária.

    • Luis Melo diz:

      Caro Delfim Rocha,

      Qual é a minha “identificação clara partidária”? Refere-se a ser militante do PSD? Meu caro, sou militante há muitos anos, mas penso pela minha cabeça. Daí sentir-me livre para criticar positiva ou negativamente o meu partido (Governo, Governantes, Deputados, etc). Quando tenho de dizer mal digo, quando tenho de dizer bem digo.

      Essa do não gostar de político nenhum é um pouco insensata. Além do mais é incoerente, já que mais a baixo diz que aprecia Rui Rio. Luís Filipe Menezes tem muitos defeitos, e eu inclusivamente já apontei alguns aqui no meu blogue. Mas também tem qualidades. Chama-lhe “político profissional”, mas sendo assim o que chama a Rui Rio?

      Ambos ocupam cargos políticos há muitos anos. Agradando mais a uns e menos a outros. Mas o facto é que ninguém lhes é indiferente, e isso é só por si um bom sinal. Ambos fizeram excelentes trabalhos em Gaia e Porto. Negá-lo é desconhecer a realidade local, e falar apenas do que lê/vê na comunicação “dita” social.

      Tal como também já escrevi aqui várias vezes, uma delas muito recentemente, admiro imenso Rui Rio. É, para mim, o mais competente e capaz político em actividade. Já por várias vezes referi que gostaria de vê-lo como PM, mas tenho consciência que o “tuga” nunca o elegeria. É sério e íntegro demais.

      Quanto ao que diz sobre Sá Carneiro, escuso-me a comentar. Não sei que idade tem, se é jovem, de meia-idade, ou velho. Mas uma coisa eu posso dizer-lhe. Afirmar que Sá Carneiro não deu provas revela das duas uma: Cegueira ou desconhecimento da história de Portugal.

  3. delfim rocha diz:

    Acabemos é de vez com ESTA democracia. A democracia é muito cara, pagasse ! Democracia que afinal não passa de uma PARTIDOCRACIA.
    Eu votei Passos Coelho, mas, se continua assim a seguir as pisadas de todos os antecedentes e a dar lugar ao clientelismo, nãocomeçar a cortar despesas mesmo, não acabar com as parcerias publico privadas, não mandar fechar os serviços publicos que fazem greve, quem vai atirar calhaus para a assembleia da republica sou eu !
    Vamos acabar de vez com o profissionalismo na politica. Politico profissional é SEMPRE aldrabão.

    • Luis Melo diz:

      Caro Delfim Rocha,

      Não creio que essa atitude violenta seja a melhor nesta altura. Aliás, esse tipo de atitude é pouco sensata, e nesta altura é preciso bom senso. A Constituição da República (CRP) obriga a que os Governos saiam de eleições às quais só podem concorrer partidos políticos. Esta é a Democracia que quisemos e que temos. Eu concordaria em alterá-la um pouco, e incluir circulos uninominais, e sei que no PSD muitos também o querem. Mas há quem não queira mexer na CRP. E esses são PCP, BE e PS. A culpa não pode ser portanto imputada ao PSD unicamente. Quanto ao resto, o Governo tem cortado muita despesa (salários da FP, pensões, reformas, despesa corrente primária, etc.). Tem cortado em todos os sectores (Saúde, Educação, Segurança Social, Cultura, etc.) Aliás, daí virem tantas greves e protestos. Acabar com as PPPs não se pode fazer assim do pé para a mão. Mas basta estar a tento para perceber que o Governo irá “rasgar” aquelas em que não tenha prejuízos pelo cancelamento. O Aeroporto já parou, o TGV também. É preciso ter calma. Relativamente a fechar serviços públicos que fazem greve. Meu caro, estamos em democracia e não em ditadura. A greve é um direito que assiste a todos. Eu próprio concordo que em certos casos (CP por exemplo) o que era greve passou a terrorismo laboral. Mas o que se pode fazer? Só os tribunais o podem resolver. Ou acha que agora o Governo deveria fechar a CP? Ficavamos sem comboios era?

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: