Carta aberta aos militantes PSD de Santo Tirso (II)

Tiveram lugar no sábado, 21 Janeiro, as eleições para a Comissão Política Concelhia do PSD Santo Tirso. Eu, militante activo e interessado há cerca de 13 anos, tomei conhecimento apenas três dias antes, através duma mensagem publicada pelo PSD Santo Tirso no Twitter.

Estranhei o facto de não ter conhecimento prévio, de não ter recebido a habitual carta, nem sequer ter recebido um rápido, eficaz e grátis email. O facto é que não chegou a mim, nem a nenhum dos outros 5 militantes Tirsenses que vivem lá em casa: a minha Mãe, Pai e Irmãs.

Acontecera o que eu suspeitava. Os militantes receberam 2 emails. Um assinado pela ainda presidente Andreia Neto (datado de 7 Janeiro) anunciava a marcação das eleições. Outro assinado pelo futuro presidente Alírio Canceles (datado de 17 Janeiro) anunciava a “candidatura”.

Ou seja, o meu nome (e o dos meus 5 familiares directos, militantes de plenos direitos) foi riscado da lista de militantes, pela actual e pela próxima Comissão Política Concelhia. Atitude que espelha bem o espírito democrático das pessoas que lideram o PSD local.

No PSD – um partido que cultiva os valores da liberdade, da igualdade, da solidariedade e do pluralismo – há militantes ostracizados e marginalizados apenas e só por não alinharem pelo diapasão, por terem sentido crítico, pensarem pelas suas cabeças e exprimirem as suas opiniões.

No email que anunciava as eleições a presidente Andreia Neto dizia: “a participação dos militantes é fundamental para mostrar a vitalidade do PSD. Tenho a certeza que uma vez mais os militantes marcarão presença“. Como poderíamos marcar presença se tudo foi feito nas nossas costas?

O que podemos constatar é que a passagem de Andreia Neto pela Assembleia da República tem tido o condão de a tornar num agente político igual a tantos outros que conhecemos. Proferem palavras mas não agem em conformidade. Ou seja, “Olha para o que eu digo e não para o que eu faço“.

Para além disso, e quando se esperava que continuasse a liderar os destinos do PSD Sto Tirso – com legitimidade e vontade reforçadas, por ser deputada da Nação – Andreia Neto abandona. Passando a imagem de que é mais uma que, chegada a Lisboa, se desliga da sua terra e dos seus eleitores.

Mas pior fez Alírio Canceles ao anunciar a sua “candidatura”. Em primeira instância porque confirma o que eu vaticinei há 2 anos atrás (ler ponto 9 deste post). Qual chico-esperto, enganou, furou, ultrapassou pela direita, os Estatutos que limitam os presidentes de secção a 3 mandatos.

Depois de ter sido presidente entre 2006 e 2010, Alírio sabia que o mandato 2010-2012 seria o último. E assim, não poderia ser ele a liderar a escolha dos candidatos às Autárquicas 2013. Sendo assim, colocou Andreia Neto como presidente, recuou para vogal, e agora aparece novamente.

Mas o mais negro deste cenário é o facto de, tal como eu escrevi, o próprio Alírio ter assumido sem vergonha, e perante alguns militantes, esta estratégia. Que passaria por manipular Andreia Neto de forma a ser ele, em 2013 a liderar o processo de escolha de candidatos autárquicos.

E é apenas este o objectivo: escolher os candidatos às Autárquicas 2013. No email que Alírio enviou aos militantes não há referência a um programa, a uma estratégia, a um compromisso ou sequer a um rumo. Apenas fala do que ele próprio tem feito, e da vontade de vencer as Autárquicas.

Aliás, há também uma outra coisa curiosa nesse email. Em momento algum assume uma candidatura. Diz apenas: “Entendi voltar a assumir responsabilidades na liderança do PSD de Santo Tirso“. Ou seja, não se apresenta a eleições, assume. Como se o PSD Sto Tirso fosse um feudo.

No mesmo email, o que segue a mensagem feudal de Alírio Canceles, é a lista de nomes que formarão a Comissão Política (nunca se fala em candidatos). À frente de cada um não está a freguesia que representam, ou o habitual nº de militante, mas o cargo que ocupa no Poder Local.

Tudo isto demonstra bem o carácter de quem está à frente dos destinos do PSD Sto Tirso. Esta é a mais vil e suja forma de estar na política. Desprezar as regras democráticas, desrespeitar os estatutos, afastar militantes incómodos, cultivar o cacique, e montar esquemas de manipulação.

Claro que tudo isto só é possível com a ajuda de um grupo de militantes intelectualmente diminuídos, que compactuam e são coniventes com esta situação. Procurando apenas um lugar ao sol (vulgo “tacho”) na altura em que o poder cair do céu (acham eles) no colo daqueles que apoiam.

Não deixa também de ser curioso, que depois de tudo isto, Alírio Canceles tenha ainda o descaramento de escrever no mesmo email: “consciente da necessidade de garantir a estabilidade, unidade e a coesão no seio do PSD, condição determinante para a gestão do processo autárquico“.

Na verdade eu diria que, para que fosse ele a gerir a seu bel-prazer o processo autárquico, a condição determinante era precisamente a contrária. Ou seja, afastar do caminho quem quer que fosse que pudesse pôr em causa a sua vontade e o seu desejo de assalto ao Poder em Santo Tirso.

O que está bem explícito noutro trecho do mesmo email: “a prossecução do objetivo que perseguimos há quase 30 anos: Ganhar a Câmara Municipal“. Ou seja, o objectivo não é tornar Santo Tirso melhor. É apenas ganhar a Câmara Municipal e assaltar o Poder Local. É o Poder pelo Poder.

Deixa-me sobretudo triste, ver que militantes que considerei – e em quem a dada altura confiei. Casos de João Abreu, Carlos Pacheco, Manuel Mirra, Manuel Leal – se deixaram levar nesta maré negra. Não conseguem discernir que, para além do mais, estão a enterrar-se politicamente.

Não admito que alguém queira usar o PSD, o meu PSD, para atingir objectivos pessoais. E que para isso coloque os seus próprios interesses à frente dos interesses dos Tirsenses e do partido. Que use o PSD como instrumento de promoção pessoal, arrastando-o nessa ânsia de poder egoísta.

Aristóteles dizia: “O preço a pagar por não te interessares por política, é seres governando pelos teus inferiores“. Uma parte dos militantes afastaram-se do partido. A outra, mostra que prefere esta porcaria que vos descrevo. Pois besunte-se com ela que há-de ter um lindo enterro.

Anúncios

36 Responses to Carta aberta aos militantes PSD de Santo Tirso (II)

  1. delfim rocha diz:

    O que descreve é comum a todos os partidos. Por isso muitas vezes digo que portugal não tem uma democracia mas sim uma partidocracia.
    O que descreve no seu post mostra aquilo que eu, sem ser membro partidario, já imaginava: para ter tachos é preciso ser membro de um partido.
    O comum dos mortais apartidario que vota em consciencia penalizando ou nao os governantes não tem hipotese.
    Quem devia eleger os lideres do PSD (ou qualquer outro partido) de uma regiao deveriam ser os eleitores em geral dessa regiao. As primárias como lhes chamam os americanos.

  2. Muito embora não o quisesse ou mesmo não o devesse fazer, não consigo deixar de acompanhar o Luis neste expressivo lamento.

    Tal como no livro de Jorge Amado “Quicas Berro de Água”, o Quicas no momento da sua morte reagiu de forma tumultuosa quando tentaram violentá-lo nas suas muitas convicções de vida, o Luis e todos os que como ele pensam pela sua cabeça, com independência, um pouco de inteligência e algum sentido critico, não podem senão reagir violentamente.

    E, à falta de melhor, berram bem alto o que lhes vai na alma.

    É triste, muito triste, direi mesmo vergonhoso, o que se passa na nossa terra e no nosso Partido. Nada que não tivéssemos vaticinado desde a primeira hora. Mas, o que me surpreende e me deixa destroçado, é o seguidismo cego, interesseiro e sem sentido.

    Sinceramente, não entendo e não aceito.

    Mas também vos digo, nada nem qualquer ressentimento me move. Estou tranquilo. A nossa terra tem o que merece. A mediocridade impera…

  3. Luis Filipe Monteiro diz:

    Independentemente das razões que lhe possam assistir e da análise que faz em relação ao PSD de Santo Tirso, permita-me que lhe diga o seguinte:

    O texto produzido pelo Luís Melo extravasa a mera opinião e entra no campo pessoal com uma violência extrema;
    No texto parece obvia a animosidade do seu autor em relação à Andreia Neto e ao Alírio Canceles;
    Considero o Luís uma pessoa inteligente, no entanto, neste texto baixou o nível ao limite do que considero minimamente aceitável;
    Acho estranho que as pessoas que também são visadas neste texto se deixam manipular pelo Alírio Canceles;

    Para terminar permito-me colocar-lhe uma questão: O Luís disse que já vaticinava que isto iria acontecer: O que fez para evitar que isto acontecesse? Porque não apresentou o Luís ou outros militantes que partilhem da sua opinião uma lista para concorrer contra Alírio Canceles?

    • Luis Melo diz:

      Caro Luís Filipe Monteiro,

      Aprecio a sua tentativa de vir aqui apresentar-se como o homem sensato, que se mostra chocado com a “violência” das minhas palavras. Palavras essas que entram no campo pessoal. De facto foi uma boa tentativa. Mas recordo-lhe um comentário que aqui fez neste blogue há cerca de um ano, a propósito de outro assunto, onde me chamava de “pequeno ditadorzinhio déspota“. Ou seja, vem aqui feito virgenzinha, mas esquece-se do que fez, disse ou escreveu antes. Que grande coerência hein?

      Recordo-lhe também o que escreveu Alírio Canceles num email que enviou aos militantes, também há cerca de um ano atrás. Nesse email adjectivava a minha pessoa de “mentiroso”, “desonesto”, “mentalmente doente”, “fraco”, “cobarde”, “vaidoso”, “narciso”. Ora, eu pergunto então quem é que afinal tem uma óbvia animosidade em relação a quem?

      Quanto ao resto, eu vaticinei, disse-o, escrevi-o e veio a confirmar-se. Quem lidera o PSD Sto Tirso foi chico-esperto e ultrapassou pela direita os estatutos. Isso não o choca? É o que todos os dias criticamos… em Valentim Loureiro, em Isaltino Morais, em José Sócrates, etc. E agora o Luís Filipe Monteiro não condena isto?

      Se fiz algo para o evitar? Com certeza que fiz. Fiz o que estava ao meu alcance. Que é exactamente isto. Tenho o dever (a obrigação!) de dar a conhecer aos militantes o que se passa no PSD Sto Tirso. Ou será que só posso falar se apresentar um lista? Já houve anos em que me candidatei. Neste momento a minha vida não permite e os meus objectivos não passam por aí. Mas não me demito dos meus deveres de militante, de Tirsense e de Português.

  4. Luis Filipe Monteiro diz:

    Ok Luís, percebo as razões da sua animosidade! Parece é que os militantes do seu partido não tiveram em conta o que escreveu há um ano. O Luís arrasa tudo e todos! Será que o vice-presidente da junta de freguesia de Santo Tirso, com quem partilhou responsabilidades no núcleo de Santo Tirso/S. Miguel do Couto se deixa manipular por Alírio Canceles?? Será que os presidentes das juntas de Monte Córdova e Agrela, se deixam manipular por Alírio Canceles?? Será que as quase duas dezenas de pessoas que exercem funções autárquicas e integram a lista de candidatos que foi sufragada no passado dia 21, se deixam manipular por Alírio Canceles?? Acha que Alírio Canceles tem realmente o poder que o Luís lhe atribuiu?? Num partido livre e democrático não é normal que quem queira ser líder, se apresente perante os militantes. Alírio Canceles impediu alguém de se candidatar? Caro Luís, comparar Alírio Canceles com Valentim Loureiro, Isaltino Morais e José Sócrates, prova que o Luís perdeu completamente a lucidez e que o ódio visceral que o alimenta lhe perturba as ideias. Cumprimentos

    • Luis Melo diz:

      Caro Luís Filipe Monteiro, a mim não me importa nada que a maioria esteja de um lado e eu do outro. Não sou daqueles que tenho medo de ficar sozinho de portanto mais vale “juntar-me a eles”. Principalmente quando sei que tenho a razão do meu lado. Já dizia Francisco Sá Carneiro há uns anos atrás “Nunca me senti tão sozinho e nunca tive tanta certeza de estar tão certo”.

      Quanto às pessoas de quem fala, e pergunta se se deixam manipular por Alírio Canceles, o melhor mesmo é colocar-lhes a eles essa questão. Eu posso dizer-lhe que já a coloquei a alguns e a resposta que obtive é claramente positiva. Deixam-se manipular, têm consciência disso, e acham que é a atitude correcta a tomar neste momento. Sabe, eu não falo de cor.

      De resto, o que fizeram Valentins, Isaltinos e Sócrates? Eu recordo-lhe: ultrapassaram pela direita, furaram, enganaram leis, regulamentos e regras básicas da sã convivência em democracia e em sociedade. Para quê? Para que pudessem daí retirar vantagens para si mesmos. Foi exactamente o que Alírio Canceles fez. Retirou-se de presidente, colocou Andreia Neto, e voltou após um mandato. Para quê? Para enganar os estatutos do partido que impedem os presidente de secção de fazer mais de 3 mandatos.

  5. Pelo que diz, o Senhor Luís Filipe Monteiro parece conhecer bem o que se passa em Santo Tirso e no interior do PSD.

    Por isso não entendo quando afirma: … Num partido livre e democrático não é normal que quem queira ser líder, se apresente perante os militantes. Alírio Canceles impediu alguém de se candidatar?…

    É que a eleição foi feita à socapa, só alguns foram informados com a devida antecedência (Já sei que me vai dizer que foi publicado no Povo Livre!… Mas, sabe, o jornal agora é só electrónico e nem toda a gente anda permanentemente na Internet à procura de novidades. A maior parte até nem tem…).

    Logo, não tendo havido divulgação, normal e democrática, dada por quem quer verdadeiramente afirmar-se como líder de todos os militantes, houve tentativa de ocultação e houve impedimento.

    Nada foi normal nem democrático. Não houve apresentação nem tão pouco programa ou compromisso apresentado abertamente e defendido perante os militantes.

    Estamos na famosa tipologia da “Loja”..

    • Luis Melo diz:

      A convocatória para as eleições, saiu no Povo Livre de 21 Dezembro, como seria obrigatório. Na mesma edição sairam também as convocatórias para as eleições nas secções de Barcelos, Porto e Vila do Conde. Veja-se as diferenças:

      – BARCELOS, urnas abertas das 15h00 às 22h00 (7 horas)
      – VILA DO CONDE, urnas abertas das 14h00 às 23h00 (9 horas)
      – PORTO, urnas abertas das 17h00 às 24h00 (7 horas)
      – SANTO TIRSO, urnas abertas das 16h00 às 19h30 (3,5 horas)

      Como se pode ver, o periodo de abertura das urnas é… enfim, vocês sabem. Além do mais, as candidaturas teriam de ser apresentadas até ao 3º dia antes das eleições. Coincidência (ou não) o facto de apenas no dia 18 Janeiro (exactamente esse 3º dia antes) pelas 23h09m terá sido publicado o anúncio das eleições, nas redes sociais do PSD Sto Tirso.

  6. Luis Filipe Monteiro diz:

    Pelo que sei, os estatutos do PSD apenas impõe que a informação seja transmitida pelo Povo Livre, o que parece ter acontecido. O Luís Melo no texto refere o seguinte “…Os militantes receberam 2 emails. Um assinado pela ainda presidente Andreia Neto (datado de 7 Janeiro…”. Parece-me que afinal os militantes foram informados por e-mail em 7 de Janeiro, ou seja, 14 dias antes do ato eleitoral (apesar dos estatutos a isso não obrigarem). Não terá sido por falta de informação que qualquer militante (interessado e atento), ficaria impedido de apresentar uma candidatura. Aliás, o Luís Melo e o seu pai Carlos Almeida Santos, sabiam e sabem quando se realizaram as eleições em que foi eleita a Andreia Neto, e por isso, tinham conhecimento que o seu mandado terminaria em janeiro. Estavam criadas todas as condições para que qualquer dos militantes referidos, por si, ou por terceiros, disputassem as eleições com a Alírio Canceles. Como é óbvio, a candidatura é unipessoal e é impulsionada pelos militantes, e nunca pelo partido. Ao Luís Melo e ao seu pai gostaria se colocar uma questão: O atual presidente da junta de Santo Tirso foi presidente do núcleo de Santo Tirso/S. Miguel do Couto, a que ambos pertenceram desde 2004 e até há pouco tempo, e agora é vogal da equipa liderado por Nuno Lourinho: Acham que José Pedro Miranda manipula o Nuno Lourinho e os restantes membros da equipa do referido núcleo?

  7. Luis Melo diz:

    Caro Luís, o pior cego é aquele que não quer ver, e o Luís continua de olhos bem fechados. Os militantes receberam. Alguns militantes. E essa é a causa desta minha carta aberta. Ou será que o Luís não sabe ler? Houve clara ocultação e omissão do processo eleitoral, a certos e determinados militantes. Ou será que no seio dos militantes, há filhos e enteados? De resto, e quanto ao Núcleo do PSD Sto Tirso/S. Miguel garanto-lhe que estou melhor informado do que vossa exca. E tenho a dizer-lhe que o JP Miranda era presidente desde 2005 e fez 3 mandatos até 2011. Pelo que não se poderia candidatar nas últimas eleições (limitação de mandatos, rings a bell?) Se quisesse fazer o mesmo que Alírio Canceles fez, teria recuado em 2009 para aparecer de novo em 2011. Entende? Não creio que o JP Miranda seja sequer comparável com Alírio Canceles. Oh Luís, informe-se antes de falar. Senão não tem piada. É que estou aqui a bater no ceguinho.

  8. É muito engraçado este tipo de gente. Parece que estão a mando de alguém tentando deitar areia para os olhos de algum mais incauto..

    E, à falta de melhores argumentos vêem sempre com o detalhes sem nexo, tipo: é filho, é pai, é tio, é avô, etc… Coitados… As ideias, os conteúdos, as posições assumidas, para eles não tem o mínimo interesse.

    Teria gostado mais que me enfrentasse no devido lugar, ou seja, nos Plenários e aí sim tivesse rebatido as minhas opiniões, as minhas afirmações e as minhas convicções…

  9. Meu Caro Senhor Luís Filipe Monteiro,

    Quanto ao assunto dos eleitos no actual núcleo de Santo Tirso do Psd, para seu gáudio, posso dizer-lhe que discordo totalmente do facto que me relata.

    Não por poder haver manipulação, conheço demasiado bem o JPM, sei que não pertence a esse tipo de gente, mas principalmente por duas razões:

    1- Por entender que a renovação e a mudança de estratégias de trabalho é fundamental. Os lugares não eternos;
    2- Por não gostar de ver quem exerce o Poder Executivo misturado com quem existe para o construir e controlar.

    Satisfeito…

  10. Luis Filipe Monteiro diz:

    Ok, já percebi! O Luís e o seu pai, durante os dois anos de mandato da Andreia Neto não tiveram tempo para constituir uma alternativa a Alírio Canceles. Pf Luís Melo, não insulte a inteligência de quem possa ler este o seu texto. Todos sabemos que não têm coragem para concorrer contra o Alírio Canceles e por isso queriam que ele não se candidatasse. Assim era mais fácil!! Esta é a democracia que defendem??? Ainda bem que o poder não lhes cai nas mãos. Querem chegar lá…. trabalhem!

    • Luis Melo diz:

      Caro Luís,

      Engana-se em tudo o que diz:

      1) Durante os dois anos de mandato de Andreia Neto, eu NÃO QUIZ constituir alternativa. Esta é uma questão que você (e outros não entendem). Vocês querem chegar ao poder, assaltar a cadeira autárquica. Eu não. Não passa pelos meus objectivos de vida. E vocês não percebem que nem toda a gente é como vós. A prova do que digo é o facto de sempre ter rejeitado lugares em listas. Fosse a juntas, a vereação ou assembleia municipal.

      2) Acusa-me de não ter coragem para concorrer com (e não contra) Alírio Canceles. Então o que foi que fiz em 2006? Quem foi a lista candidata que concorreu com Alírio Canceles em 2006? Sabe quem foi? Sabe quem a liderava? Sabe quem a constituía? Então se sabe, como pode vir aqui dizer que não tenho coragem de me candidatar? Já me candidatei a “n” coisas no PSD. Ganhei e perdi. Trabalhei sempre.

      3) Eu não quero impedir ninguém de se candidatar. Porque eu não sou dessa laia. Agora, há quem queira. Alírio Canceles e Companhia, tinham medo que eu (ou outro que partilha das minhas opiniões) se candidatassem, e foi por isso que ocultaram a data das eleições. Não enviaram email para nenhum dos que me são próximos e apenas publicaram nas redes sociais 1 hora antes do limite da entrega de listas.

      Vamos ver se nos entendemos. E este recado é para si, e também para todos os outros que aqui nos vêm ler, mas não têm coragem de falar. Eu não quero ser candidato a junta, assembleia municipal, vereação ou presidente de câmara. Não quero! Entende? O vosso problema é esse: acham que eu quero e então acham que vos quero roubar o lugar. Amigo, não quero! Agora… também não quero que Santo Tirso continue a ser um feudo de alguns (neste momento é da pandilha do PS de Castro Fernandes). Contra isso luto há muitos anos. E não admito que alguém no PSD tenha exactamente o mesmo plano. Ou seja, assaltar o poder e servir-se dele. Daí, por imperativo de consciência, tenho o dever de como militante e Tirsense, denunciar esses esquemas.

  11. Luis Filipe Monteiro diz:

    Pois…o Luís em 2006 foi candidato com Carlos Almeida Santos a liderar a equipa, que afinal perdeu para Alírio Canceles… Ha…. percebo…. Desde 2006 não tiveram tempo para constituir uma alternativa, e por isso, sempre que são realizadas eleições vêm vitimar-se e dizer que não souberam de nada…, pois!?!? É típico! Sabe Luís por acaso nunca fui integrado em qualquer lista autárquica mas aprecio que tem essa disponibilidade porque, e ao contrário do que afirma o Luís, o exercício de funções autárquicas não é nenhum “tacho”, como alias pode atestar o seu pai, que já foi membro da Assembleia Municipal e é membro da Junta de Freguesia de São Miguel do Couto. Já o Luís prefere não dar a cara, porque deve ser muito duro, chato, incomodo, enfim… uma maçada, como pode atestar o seu pai. Passe bem!

    • Luis Melo diz:

      Caro Luís,

      Que parte do “NÃO QUIZ constituir alternativa” é que não percebeu? E porque é que diz que “sempre que são realizadas eleições vêm vitimar-se”? Esta foi a primeira vez que falei desde 2006, e entretanto já houveram mais 2 eleições (a reeleição de Alírio e a eleição de Andreia). Nas quais eu participei e votei. Está a ver como continua a falar por falar? Sem conhecimento de causa. Pense antes de escrever!

      De resto, eu também aprecio e muito quem exerce funções públicas. Mas só aprecio aqueles que o fazem com sentido de missão! Sabe o que isso é? Presumo que não. Porque nem o senhor, nem os seus camaradas, sabem o que é estar na política desinteressadamente, como eu estou. Participar civica e politicamente, sem aspirar a cargo algum. Agora outros há, que querem “tachos”. E eu sei quem são. E por isso o denuncio.

      Quanto a dar a cara. Meu amigo, dei a cara pelo PSD em mais eleições do que alguma vez o senhor irá fazer. Autárquicas, Legislativas, Presidenciais, Europeias. Em Santo Tirso e não só. Mas sabe o curioso? Fi-lo com muito gosto e sem nunca ter sido candidato! O que é chato e incómodo é ter que andar misturado com gente da sua categoria.

  12. Luis Filipe Monteiro diz:

    Ok Luís, estou rendido! O Luís é o maior. o mais inteligente; o mais capaz; o mais puro; o mais impoluto. Talves proveniente de uma CASTA superior. Estou rendido a tanta pureza. Presunção e água benta, cada qual toma a que quer!

    • Este último comentário do Senhor Luís Filipe Monteiro deixa-me intrigado por um lado, mas esclarecido por outro…

      Como sempre, à imagem dos que não têem capacidade para uma argumentação consequente e fundamentada, abdica e fecha com um chorrilho de insultos baratos…

      Quem será este ente que ninguém conhece, nunca ninguém ouviu falar, não aparece em nenhum registo, mas que de vez em quando surge do nada para defender o indefensável?

      Aparentemente está muito bem informado sobre tudo o que se passa em Santo Tirso e no PSD local… Será que é o ‘testa de ferro’ criado por algum cobarde que não tem a coragem de dar a cara?

  13. Luis Filipe Monteiro diz:

    Tem toda a razão… se olharmos para o que escreveu Luis Melo, podemos ler um chorrilho de insultos baratos. Mas esse direito está reservado a alguns! As minhas últimas palavras não são insultuosas, pelo contrário, reforçam tudo o que Luis Melo diz dele próprio. Limitei-me a fazer uma constatação!

    • Luis Melo diz:

      É tão fácil “vencer” uma discussão quando se fala com alguém que não tem um único argumento, e que não consegue rebater um único facto. Alguém que, a única coisa que sabe, é lançar o remoque e o insulto. Algo habitual por esses cafés e tascas fora… é o Portugal no seu melhor.

    • Essa do “…Limitei-me a fazer uma constatação!…” aparece como?

      Então leia outra vez a Carta Aberta e talvez encontre nela um igual sentido de constatação sobre algo muito intrigante e condenável…

      Sim, fala em chico-esperto, vergonha, manipulação e besuntar-se… Mas, e o resto… A essência do que é relatado… Não lhe provoca nenhuma reacção? Nem sequer uma pequena opinião que seja?

  14. josé lambanas diz:

    È com muita satisfação que vejo um Tirsense de gema como o Luís Melo sempre atento ao que se passa nesta cidade e no seu do nosso PPD/PSD. Digo atento pelo facto de ser um grande obstáculo a paraquedistas caídos nesta terra vindos do nada,como o Sr. Alirio Canceles, ou então aqueles que planeiam de forma sequiosa um verdadeiro ataque ao poder pelo poder como o é caso do Dr. Manuel Mirra (que nem a junta da sua freguesia consegue ganhar),
    Para vermos o carácter destes senhores basta apreciar o churrilho de escovadelas aos dirigentes Nacionais do PSD em pleno Facebook numa clara tentativa de chegar ao Hemiciclo da Assembleia da Republica…,,por favor!!!!
    É lamentável o facto de vermos o nosso PSD local caído num feudo liderado pelo Sr. Alirio rodeado e pessoas intelectualmente diminuídas e desmesuravelmente ambiciosas.
     
    Muito bom trabalho Companheiro Luís Melo, um grande bem haja!!!!
     
    Saudações Sociais Democratas.

    • Luis Melo diz:

      Não é que duvidasse, até porque tenho recebido muitas mensagens de apoio (de dentro e de fora de Santo Tirso, e também de dentro e de fora do partido), mas é sempre bom saber que não estamos sós nesta luta pela verdade.

  15. Luis Filipe Monteiro diz:

    É verdade que o Drº Manuel Mirra não ganhou a Junta de São Miguel do Couto, mas ajudou a ganhar a Junta de Santo Tirso. Também é verdade, que o pai do atento Luis Melo, também não ganhou a junta de São Miguel do Couto e teve metade dos votos que o Drº Manuel Mirra conseguiu. Acha o José Lambanas que o Pai do Luis Melo ficou diminuido por isso??

    • Luis Melo diz:

      Esclarecimento que importa fazer:
      1) Quem perdeu a junta de S. Miguel nas Autárquicas 2005 não foi o Manuel Mirra, foi a lista toda.
      2) Quem perdeu a junta de S. Miguel nas Autárquicas 2009 não foi o Almeida Santos, foi a lista toda.
      3) Ambas as eleições não são comparáveis, por várias ordens de razões, entre as quais:
      3.1) Nas Autárquicas 2005 a lista liderada pelo Manuel Mirra era independente
      3.2) Nas Autárquicas 2009 a lista liderada pelo Almeida Santos era do PSD
      3.3) Nas Autárquicas 2005 o PS apresentou pela 100ª vez o mesmo desgastado e incapaz candidato
      3.4) Nas Autárquicas 2009 o PS apresentou pela 1ª vez um novo e capacitado candidato
      3.5) Em ambas as eleições os candidatos sofreram da falta de apoio da estrutura concelhia do partido

      É preciso saber do que se fala, quando se fala. E há aqui muita gente que não sabe do que fala.

  16. Luis Filipe Monteiro diz:

    ODrº Manuel Mirra teve a coragem de ser candidato para ajudar o PSD, em 2005 e em 2009. Ao contrário, o atento Luís Melo, nunca quis dar o peito às balas. É mais confortável escrever no conforto do sofá!

    • Luis Melo diz:

      Sugiro que vá então falar com o Dr. Manuel Mirra, e lhe pergunte quem em 2005 lhe fez e geriu o site de candidatura, quem andou a colar cartazes, outdoors, distribuir panfletos, guiar o carro de som, organizar comícios/sessões esclarecimento, etc. Pergunte-lhe também quem lhe fez e geriu o site quando foi candidato à AR nas Legislativas 2009. Pergunte-lhe e depois faça o favor, e tenha a dignidade de vir aqui dizer-nos. O senhor continua a falar do que não sabe.

      Para vocês “dar a cara” é estar no lugar onde se pode arranjar tacho. Para mim “dar a cara” é andar na rua, a fazer campanha por projectos e por ideias em que acreditamos. No contacto com as populações e no trabalho pelo partido. Desinteressado, com sentido cívico e de missão.

    • Luis Melo diz:

      É curioso acusarem-me de estar “sentado no sofá”, principalmente no âmbito da campanha 2005 em S. Miguel, em que andei todos os dias depois do trabalho, e todos os fim-de-semana da campanha, SOZINHO a conduzir o carro de som, distribuindo panfletos e falando SOZINHO com as pessoas da freguesia. Em que fiz noites (juntamente com outras pessoas) a colar cartazes e montar outdoors. Em que fiz fim-de-semana de visitas à freguesia, contacto com a população. Em que organizei comícios (se isso podemos chamar a uma coisa tão pequena) e outras sessões. Em que passei dias e noites a montar o site, gerir o site, alimentá-lo com notícias e fotografias que tirava nos eventos. Enfim… e a óbvia contribuição para o programa eleitoral e para a definição de objectivos. Sim PROGRAMA e OBJECTIVOS! Sabe lá este senhor do que está a falar…

    • Luis Melo diz:

      Já em 2009, estando em Lisboa, e não podendo estar presente, contribuí novamente para a dfinição do PROGRAMA ELEITORAL e de OBJECTIVOS. Criei, geri e alimentei o site da candidatura do JP Miranda. Estive todos os dias da campanha em contacto telefónico e electrónico com a candidatura. Desloquei-me em todos os fim-de-semanas para ajudar nas visitas, comícios e outras sessões. Colei cartazes e coloquei outdoors. É fácil de confirmar isto tudo com o Manuel Mirra ou com o JP Miranda. Mas este senhor acha que eu estive sentado no sofá… enfim.

  17. Luis Melo diz:

    Oh Luís Filipe Monteiro, faça um favor a si próprio e vá informar-se com os seus amigos antes de vir aqui falar. É que você está a ser cilindrado pelos factos que eu apresento. Assim nem tem piada conversar consigo. Isto é bater no ceguinho. Até eu já estou com pena de si. Telefone lá ao Alírio e peça-lhe coisas que possa vir aqui dizer, ou das quais me possa acusar. É que isto assim não tem piada nenhuma. Há quem tenha dito aqui que não o conhecia, mas que você estava muito bem informado. Chiça! Vocês não sabe é de nada! Você está muito mal informado…

  18. josé lambanas diz:

    Carrissimo Luis Monteiro não queira justificar o injustificavel, nem os tempos politicos a que as eleicoes decorreram. E ainda sem querer justificar nada, não queira comprar a postura do Eng Almeida Santos com a postura lambe botas do Dr. Manuel Mirra. Basta ir ao facebook do Dr. Mirra e tira as suas conclusôes….é duma submissão incrivel (deve ter um poster do DR.Marco Antonio na sala). Tambem podia referir a atitude que este senhor teve com o Sr Graca, onde de repente sai de fininho para o lado que “pode” ser mais “fácil”…..Acresce a tudo isto o facto de nem nos nossos mais profundos pensamentos imaginar a submissâo do Eng. Almeida Santos ao feudo do XÔR Alirio???? Imagina isso? Eu não….o eng. tem um Trabalho, não espera o El Dourado adjacente à politica portuguesa….não vamos confundir barafunda com furabunda companheiro Luis…

    Viva ao PPD/PSD

  19. Luis Filipe Monteiro diz:

    O José Lambanas parece conhecer mal o Drº Manuel Mirra ( o que se compreende, já que não é de Santo Tirso) e muito bem o Engº Almeida Santos. O Drº Manuel Mirra é um excelente advogado e granjeou prestígio e estima na praça. O Drº Manuel Mirra não precisou de “trepar” nas costas de familiares para trabalhar. O Drº Manuel Mirra não trocou o sobrenome para ser conhecido e disso tirar proveito!

    • Luis Melo diz:

      Oh meu caro, se calhar esse comentário já foi um bocadinho demais. Aliás, já não é a primeira vez que faz esse tipo de acusações. Só lhe tenho a dizer duas coisas. A primeira é sugerir-lhe que veja o percurso do Engº Almeida Santos, e já agora o meu, no sector privado (nas mais prestigiadas empresas) e entenda o que é uma vida feita de mérito próprio (pode ir ao LinkedIn que está lá tudo). A segunda e última é que eu já sei que vossa excelência é o Alírio Canceles, escondido atrás do nome fictício “Luís Filipe Monteiro”. Tenho provas e faço tenção de as mostrar. E assim dou por ENCERRADA esta conversa.

  20. josé lambanas diz:

    Grajeou prestigio na praca?? Tem que me especificar que praça….Quanto às referencias que faz ao Eng. Almeida Santos, o senhor não sabe mesmo do que fala nem de quem fala??? Nem pode…ao ponto de ensinuar que esta familia nada faz pelo seu partido e pela politica local e nacional….E…caro amigo, para fechar o capitulo do Dr. Manuel Mirra, gostaria de lhe dizer que para sonhar em ser politico deprende-se primeiramente pensar naquilo que podemos fazer pela nossa terra e não o que a terra podera fazer por nós….enquanto andarem por ai aprendizes de feiticeiros e lambebotas…..o mundo, o pais, a terra, enfim…..serão sempre liderados por esta massa intelectualmente diminuida e que procura protagonismo pela politica…..porque sem isso….o entretenimento não passaria de uma futebolada de fim de semana….houvessem muitos Luis Melo.. Pessoas que dissem o que pensam, não funcionam como carneiros que andam atrás dos outros e que acima de tudo têm orgulho no mui nobre nome do excelentissimo Sr Eng. Eurico de Melo.
    Muitos no seu lugar andariam com uma chapa ao peito e emproados como Perus….

  21. […] dias escrevi a 2ª carta aberta aos militantes PSD de Santo Tirso. Tal como noutros posts sobre o mesmo tema, recebi vários comentários de um “Luís Filipe […]

  22. José Lambanas diz:

    É realmente imprecionante ver a podridão que assola a comissão política do PSD de Santo Tirso….se duvidas existem, deixaram de as haver…. Um comportamento verdadeiramente mediocridade, pequeno, apenas com um propósito…..,o assalto ao poder a todo e a qualquer preço!!! Lamentável!!!! Sr. Canceles vá para a sua Terra e não venha conspurcar a cidade de Santo Tirso com a sua tacanhez…..desampare a loja……Quem é o Senhor para se referir ao Eng. Almeida Santos???? Quem é o senhor para julgar os atos e o bom nome do eng. Luís Melo?? A Centenas de KM de distancia se consegue perceber o tipo de pessoa que é o Senhor assim como algumas pessoas que o rodeiam na ânsia sequiosa de tomar o poder…..

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: