Opinião: Ano novo! Vereação nova!

Ano Novo, vereação nova. Na viragem do ano o executivo da Câmara Municipal foi remodelado. Luís Freitas saiu da equipa de Castro Fernandes, Ana Maria Ferreira assumiu as funções de vice-presidente e o lugar em aberto foi ocupado por José Carlos Ferreira (o 6º da lista do PS nas autárquicas 2009).

A CMST disse em comunicado que Luís Freitas solicitou a renúncia ao mandato por imperativos de ordem pessoal. Já estamos habituados. Na política, seja qual for o verdadeiro motivo, o que vem a público são sempre os motivos pessoais. Mesmo que as reais razões sejam por demais evidentes.

A verdade é que já cheira a eleições. As Autárquicas 2013 são daqui a 20 meses e é preciso começar a preparar terreno para um combate mais complicado que o habitual. Castro Fernandes está impedido pela lei de se recandidatar e o seu substituto tem de ser “lançado” com a devida antecedência.

Se restam dúvidas quanto a isto, basta ter em conta o facto de o Presidente da CMST (que gosta pouco de abrir mão seja do que for) ter delegado em Ana Maria Ferreira várias competências, ao nível das obras e serviços públicos, aquisição de bens imóveis e serviços, e outros contratos administrativos.

Além disso, no mesmo comunicado, refere a CMST que à nova vice-Presidente competirá também “substituir o Presidente nas suas faltas ou impedimentos legais“. Ou seja, Ana Maria Ferreira terá funções e poderes que nenhum outro vice-Presidente desta CMST alguma vez sequer sonhou ter.

Como consequência desta jogada política – que afasta um dos mais apreciados, respeitados e competentes vereadores, por interesses puramente partidários – entra para a equipa José Carlos Ferreira, militante activo do PS Santo Tirso, também conhecido por ser cunhado de Castro Fernandes.

Não se conhece ao novel vereador um percurso político, o que até abona a seu favor. É professor de Educação Física, o que lhe pode valer uma genica extra. Lecciona, como o próprio diz no Facebook, numa “escola sem Pavilhão Gimnodesportivo“, pelo que estará habituado a trabalhar em dificuldades.

O que se deseja é que José Carlos Ferreira possa fazer mais do que os seus antecessores. O que se lhe exige é que trabalhe para os Tirsenses e não para o partido. Pede-se que responda perante a população e não perante o seu cunhado/presidente. É muito importante que tenha sentido de missão.

Numa pesquisa rápida pela internet, ficamos a saber que a sua paixão é o Poker e que o seu sonho é participar num European Poker Tour. Mas esperemos que nos próximos 20 meses a sua paixão sejam todos os Tirsenses, e que o seu sonho seja tornar Santo Tirso num concelho melhor.

No seu blogue, José Carlos Ferreira escreveu um dia: “quero levar muito longe o Poker Português, e necessito claramente do apoio de toda a comunidade“. Falhou. Mas nesta fase pede-se apenas que tente levar longe Santo Tirso, e se assim fizer terá o apoio de toda a comunidade Tirsense.

Sejam quais forem os pelouros atribuídos, o desejo é que aplique mais os conhecimentos que adquiriu na Universidade do Porto (quando se licenciou em Educação Física), e não tanto os que terá adquirido na Universidade Independente (quando lá estudou “Gestão e Administração de SADs”).

Desejam-se na sua actuação, menos erros do que aqueles (ortográficos e de sintaxe) que deu num curto texto que escreveu para o pokerpt.com, confundindo “há cerca de” com “acerca de“… “há muito que anunciava” com “à muito que anunciava” ou “há 3 semanas atrás” com “à 3 semanas atrás“.

7 Responses to Opinião: Ano novo! Vereação nova!

  1. Tirsense diz:

    Boa tarde, este texto está muito bom, como todos os que escreves, sou seguidor assiduo, apesar de não partilhar algumas posições ideológicas e clubisticas, mas nas morais estou quase sempre de acordo.
    No entanto existe uma carta que está no baralho, que não foi mencionada aqui, e que poderá dar para fazer um “poker”, que se chama Joaquim Couto, apesar de nesta altura do “jogo” quem tem “um par” na mão é a Eng.ª Ana Maria Ferreira.
    O PSD a continuar a jogar assim, ainda vai ter que “foldar”.
    Cumpts.

  2. Luis Melo diz:

    Caro Tirsense,

    Joaquim Couto é outro assunto que não tem que ver com esta “operação” de alteração da equipa de vereação. A seu tempo falarei sobre a candidatura do ex-Presidente da CMST. Parece-me mais do que evidente que, nesta altura, a candidata do PS e de Castro Fernandes será Ana Maria Ferreira. Daí que Joaquim Couto tem a acção limitada dentro do PS. Apesar de ter dito recentemente que uma candidatura só faz sentido se for pelo PS, parece-me que as coisas podem mudar. E como sabemos, em política mudam rapidamente. Quanto ao PSD, já escrevi demais sobre isso.

  3. José António Rocha diz:

    O Tirsense gosta deste texto??? Sinceramente, isto não é um análise política, mas uma tentativa de humilhar e espezinhar o vereador José Carlos Ferreira. Falar da paixão do José Carlos pelo poker e sinalizar eventuais erros ortográficos, além de revelarem mau gosto, evidenciam falta de educação e de respeito. É muito fácil reservar-se ao papel de comentador, difícil é fazer coisas. Enfim…..

    • Luis Melo diz:

      Caro José António Rocha,

      Terá lido bem o que escrevi? Eu transcrevo um trecho: “Não se conhece ao novel vereador um percurso político, o que até abona a seu favor. É professor de Educação Física, o que lhe pode valer uma genica extra. Lecciona, como o próprio diz no Facebook, numa “escola sem Pavilhão Gimnodesportivo“, pelo que estará habituado a trabalhar em dificuldades.”. Ou seja, até aponto aqui algumas virtudes do novo vereador.

      Não há qualquer tentativa de humilhar ou espezinhar seja quem for. Pauto-me pela educação e o respeito pelo próximo. Além disso conheço o Zé Carlos há muito tempo. Não tenho qualquer motivo (seja pessoal ou de outra índole) para o atacar gratuitamente. O que digo e reafirmo, é que espero que a paixão dele pelo poker seja pelo menos tanta como por Santo Tirso. Ele assume essa paixão, você também. Ou tem vergonha?.

      Quanto à referência aos erros ortográficos, são apenas factos. Ninguém é perfeito, e eu próprio por vezes cometo erros ortográficos. Simplesmente “agarrei” naqueles que vi nesse texto para fazer a “graça” e o paralelo com a sua futura prestação na CMST.

      De resto, quanto a “fazer coisas” ou “comentar”. Receberei lições apenas de quem realmente já fez.

  4. paulo diz:

    Caros, é com estima e apreço que leio os vossos comentários, mas que eu saiba as eleições no partido socialista serão este ano e mais propriamente dentro de dois ou três meses, o que deixa por terra a vossa ideia de a Eng. Ana Maria ser a candidata do partido socialista.
    Que eu saiba cabe aos órgãos do partido elegerem o candidato ou seguindo o que poderá ser uma alteração estatutária do partido as listas poderem ser eleitas numas eleições directas.
    O que quer realmente dizer que neste momento qualquer militante poderá ser o próximo candidato a Presidente da Câmara.
    Concordam!!

  5. Tirsense diz:

    Exatamente, daí a ideia do “poker” e do “par”, mas ainda falta saír o “flop”. Mas acho mesmo que relativamente ao PSD se continuar com estas “cartas” vai ter mesmo de “foldar”, mas é pena, pois a luta iria ser bem mais interessante.

  6. paulo diz:

    Caro Tirsense,

    Penso que não terá de esperar muito para ver isso , um pouco de paciência e verá uma luta mais interessante. Quanto ao par existente não acredito que dure muito tempo, quanto ao poker esse está para ficar. concordo no que diz em relaçao ao PSD as cartas que tem nao dá base.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: