Um National Volleyball Center

Escrito no Sovolei

O Voleibol está longe de ser o primeiro desporto no Reino Unido. Todos sabem que o desporto rei em terras de Sua Majestade é o futebol. Aliás, não podia ser de outra maneira, já que se diz mesmo que foram os ingleses que o inventaram.

Mas isto não invalida que todo os outros desportos sejam considerados. Aliás, sendo este o país em que o futebol é vivido com mais emoção e intensidade, surpreendeu-me pela positiva o destaque que é dado a vários outros desportos.

Há tempos, ao abrir um jornal generalista, reparei que a parte desportiva tinha 13 páginas e apenas 3 eram dedicadas ao futebol. Curiosamente eram as últimas. Antes disso vinha: Rugby, Golfe, Cavalos, Ténis, Automobilismo, Criquet, etc.

E cada desporto tinha direito a uma página inteira, com grandes fotografias e parangonas. Ora, o que vemos em Portugal? Em 13 páginas, 12 são sobre Futebol, desde a 1ª Liga até ao internacional, distritais e juniores. O resto é paisagem.

Nos jornais desportivos portugueses as modalidades são deixadas para o fim. São amalgamadas nas páginas sem grandes destaques e sem fotografias. Apenas se colocam os resultados. Não há qualquer tipo de trabalho jornalístico.

Obviamente que há excepções que confirmam a regra. E essas acontecem quando um (apenas um) determinado clube vence (sim, porque quando perde também ninguém fala), ou quando um patrocinador ou a modalidade (Federação) pagam a notícia.

Um exemplo flagrante é o Golfe. Esse desporto do povo tão praticado e apreciado em Portugal! De há uns tempos para cá tem direito a páginas inteiras nos jornais, e agora tem até um canal dedicado (SportTV Golfe). Deve ter imensa audiência.

Pois aqui no Reino Unido o Voleibol não é muito famoso e não tem muitos praticantes. Mas apesar disso, existem campeonatos bem organizados em todos os géneros e todos os escalões. Voleibol indoor, Voleibol de praia e Voleibol sentado.

E esta foi outra coisa que me surpreendeu, e que tenho a certeza que não aconteceria em Portugal. Onde está referido o Voleibol indoor e de praia, está também o sentado (para atletas deficientes). A importancia dada é a exactamente a mesma.

Ao chegar ao aeroporto deparei-me com as paredes pintadas com motivos Olímpicos, com fotos de atletas. E não, não eram fotos do Beckham ou do Rooney. Eram fotos de atletas de várias modalidades. Entre elas o Voleibol de praia e sentado.

Algo impossível de acontecer em Portugal. Apesar de o país ter modalidades em que claramente é dos melhores do mundo (como o Hóquei em Patins) parece que só existe Futebol, Cristiano Ronaldo e José Mourinho (sou apreciador de ambos).

No Reino Unido, se bem entendi, os desportos mais apreciados são o Futebol, o Ténis, a Fórmula 1, o Criquet, o Rugby, as Corridas de Cavalos (não necessáriamente por esta ordem) mas isso não impede que haja um National Volleyball Center.

É esta a grande diferença. As modalidades não são discriminadas. Há aposta e investimento, e há gente competente e interessada na sua gestão. Talvez por isso haja tantos atletas (femininos e masculinos) espalhados pelos melhores campeonatos.

Podem dizer-me que ainda assim as selecções não são fortes. A ver vamos nos JO Londres 2012. Duvido que façam pior figura que a nossa selecção feminina. Mas de qualquer forma o foco deve estar só na selecção? Ou também nos clubes e atletas?

Em Portugal, o Voleibol é a modalidade mais praticada logo a seguir ao Futebol. É mesmo a mais praticada pelas mulheres. E no entanto não se vê qualquer tipo de aposta ou investimento. E a culpa não é dos atletas, mas de quem a gere.

O Voleibol, por envolver centenas de milhares de pessoas, tem um potencial imenso em Portugal. E quem de direito, não está a conseguir potencializa-lo, porque pura e simplesmente não se interessa. Não é por falta de capacidades!

Dir-me-ão “Mas afinal de contas o que tu queres é a aposta numa espécie de National Volleyball Center? Tipo Saquarema no Brasil? E onde vais arranjar o dinheiro para o fazer?”. Eu sei que o país atravessa uma situação complicada.

E também sei que um National Volleyball Center não resolvia tudo (garanto que ajudava). O que quero dizer é: E se em vez de 10 estádios de futebol tivessemos construido apenas 5… ou até 9? Podiam-se fazer muitos National [modalidade] Center!

Com isso ia não só ganhar a modalidade mas também os atletas, os técnicos, a sociedade, o país.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: