Alírio escolhido em votação secreta

Foi através da página do Facebook do Presidente da Junta de Vila das Aves, Carlos Valente, que se tornaram públicos alguns acontecimentos das últimas semanas, em relação ao processo de escolha do candidato do PSD a Presidente da Câmara Municipal.

Depois de perceberem que o “golpe” (por mim denunciado repetidamente neste blogue) se ia de facto consumar, um grupo de militantes e simpatizantes pediu uma reunião à CPC do PSD para falar sobre o assunto. Pena é, só terem acordado agora.

A CPC do PSD recebeu esse grupo mas recusou a participação dos simpatizantes (no caso, o presidente da Junta de São Martinho, que tantas alegrias já deu ao PSD). Um gesto democrático e em linha com o propalado sound-byte “abrir as portas à sociedade civil“.

O grupo terá sugerido à CPC do PSD o nome de Zé Pedro Miranda para candidato a presidente da Câmara Municipal, mas não se terá apercebido que já ia tarde demais. O candidato já estava há muito escolhido, e iria ser o que hipocritamente os recebia.

Após ter sido tornado pública a consumação do “golpe” e a (auto)nomeação de Alírio Canceles alguns membros da CPC do PSD vieram-se escudar numa alegada votação secreta de nomes. Votação essa em que apenas estava UM (!!) nome, o de Alírio Canceles.

Ou seja, os membros da CPC do PSD nem sequer conseguem discernir o ridículo da sua figura, e a pouca vergonha dos seus actos. Então como haveria de ser escolhido outro candidato, se mais nenhum foi considerado? Nem aquele que alguns sugeriram?

E mais do que isso, com que cara vêm eles falar sobre o assunto e tentar defender-se depois de estar demonstrado categoricamente que nomearam o candidato à revelia dos militantes? O que têm a dizer sobre isso?

22 Responses to Alírio escolhido em votação secreta

  1. Militante diz:

    Ouvi esta noite uma comparacao engracada! Que o Alirio é o Relvas do PSD de Santo tirso! Nao faz nada de jeito, ta a tirar um canudo a correr , e faz parte de tudo o que e confusao e polemica lol

  2. Concordando com a abordagem, eu não diria que acordaram tarde.

    O que na verdade aconteceu é que fomos quase todos fortemente anestesiados pelas falinhas mansas de um grupo de gente com poucos escrúpulos e com objectivos pessoais muito bem preparados.

    A ‘droga’ que nos foi administrada era de tal maneira forte, foi tão bem administrada e sempre tão bem monitorizada ao longo destes últimos anos, que manteve a grande maioria alheada da realidade que se ia construindo nas suas costas. Todos ficaram voluntariamente confinados a um mundo de fantasia, de faz de conta, inebriados, incapazes de discernir ou sequer reagir.

    Agora, quando depois de muita manipulação à descarada o objectivo é conseguido e as coisas estão definitivamente controladas, os nossos encantadores de massas e a sua inefável ‘juventude hitleriana’ aliviaram a ‘dose’ que nos estava a ser dada de forma continuada.

    Daí, haver muitos que regressaram à real e que, lentamente como quem desperta, começaram a aperceber-se do que lhes tinham feito. Só que já era tarde, já não havia nada a fazer. Tudo estava assente, decidido e superiormente aprovado. O nosso futuro próximo estava traçado.

    Esta é a verdade, sobre um processo que se iniciou em 2009 logo após as anteriores eleições autárquicas e se desenrolou por fases ao longo destes quatro anos.

    Claro que agora, os tais manipuladores (vulgo CPS) vêm dizer-nos que foi tudo feito às claras, como deve ser, de acordo com a legalidade. Que a culpa é dos que na altura devida não se apresentaram, não propuseram, que se calaram, etc..

    Digam-me lá se concordam comigo. Estamos ou não estamos perante métodos ‘fascistas’ de manipulação de massas? (ponho entre comas porque até tenho medo de pronunciar esta palavra maldita)

    Mas, não vamos desistir! A vida continua! Ainda há muito para fazer!

  3. Marreta diz:

    Afinal tanto criticaram o PS, mas no PSD ainda se passam coisas bem piores.

    • É! Por acaso talvez tenha razão.

      Agora, diga-me: já reflectiu sobre o porquê de tamanhas coincidências?

      Eu já o fiz. E cheguei à triste conclusão que o problema resulta dos enormes conflitos de interesses que cada vez mais se vêm acentuando na nossa sociedade e dentro dos partidos. Do tipo: “..Todos ralham e ninguém tem razão..”

      Os partidos, em vez de serem pólos de atracção para a afirmação de princípios ideológicos e de manifestação dos fundamentos éticos e democráticos da sociedade; em vez de se concentrarem na discussão, no diálogo e na reflexão de valores e ideais; ou de se preocuparem na construção de consensos e de propostas válidas para as suas comunidades.

      Passaram a preocupar-se nas lutas entre uns e os outros. Do tipo: “.. Se não és por mim és contra mim..”

      Enquanto assim for, estamos perdidos e a culpa é de todos. Dos intervenientes e dos que se abstêm e ficam em casa.

      • Tozious diz:

        Isto sim, é assertividade e lucidez. Subscrevo completamente o seu comentário. Trata-se de um problema transversal a todos os partidos que representa um grave risco para a sustentabilidade do modelo politico que todos desejamos. Se a nível local já é assim, assusta-me pensar como será a nível nacional…

  4. ? diz:

    Têm-se de dar atenção aos militantes e simpatizantes.Eles votavam em 2 ou 3

  5. Relva diz:

    O que é os militantes vão fazer?Vão dar um castigo AC

  6. Duuuu diz:

    Estar na política,é servir o povo,pensar no país ,e não pensar em ti próprio e nos tachos.

  7. zigzag diz:

    O que é o Zé Pedro Miranda Pensa disto?

  8. zigzag diz:

    O que é que presidente da junta de São Martinho pensa Disto?

  9. Bananeira diz:

    Alguém, diz que o Alirio trabalha muito para o Partido,é verdade?

  10. mf diz:

    espero que nunca mordam a língua…. é que no mesmo instante morrem envenenados….

    é que realmente devem ter uma vida muito triste… para terem que andar sempre a falar da dos outros…:)

    • Outra vez por aqui?! Com mais um comentário telegráfico e sem sentido..

      Meu Caro ‘mf’,

      O Senhor é que parece não ter que fazer na vida.. Diz mal mas gosta muito de vir ver o que por aqui se passa..

      Talvez seja por medo do que aqui se transmite. Pelos vistos devem ser matérias que considera importantes, talvez mesmo perigosas para si, e que o Senhor gostaria de controlar.. Faz bem, sempre vai aprendendo alguma coisa..

      Olhe que essa de “..para terem de andar a falar da dos outros..” é muito profunda.

      Então para si, comentar factos políticos, logo públicos, é andar a falar da vida dos outros.. Sim, senhor.. Fico esclarecido quanto aos seus conceitos..

      Passe bem.

  11. mf diz:

    Gostava de lhe deixar um desafio …

    (pode ser para os dois, Luis Melo e Carlos Almeida Santos)

    que os próximos 3 post que escreverem …seja na primeira pessoa..e sobre alguma coisa de produtiva que fizerem em Santo Tirso.. ou por Santo Tirso… e no presente… ou seja.. nada que já tenham feito … mas sim que façam hoje,,,amanhã…

    desafio aceite???

    • Luis Melo diz:

      Nao tenho por hábito vangloriar-me pelo que fiz, faço ou pretendo fazer. O meu percurso pessoal, profissional, cívico, político (se se pode considerar o facto de ter passado pelas estruturas locais da JSD e do PSD) fala por mim. Há quem aprecie mais ou menos. A mim pouco me importa. Estou de consciência tranquila em relação a tudo o que fiz bem e mal. Fi-lo sempre com boa fé e baseado em valores como a integridade, a seriedade, a coerência, a verdade, a ética e a moral.

      O mesmo não se aplica ao Carlos Almeida Santos. E mesmo correndo o risco de “cair mal” estar a elogiar o meu próprio pai, quero apenas lembrar-lhe (ou informar, já que está visto que desconhece) que ele deve ser das pessoas com maior contributo (a todos os níveis) na sociedade Tirsense, apesar de ter nascido Poveiro.

      ASAS, Misericórdia de Santo Tirso, AR Areal, JF São Miguel do Couto, são algumas das instituições/entidades onde trabalhou (diferente de estar a fazer número ou figura de corpo presente) e que ajudou a fundar, solidificar, desenvolver.

      Inúmeras intervenções nos mais variados fóruns sobre diversos temas, sempre com intervenções ponderadas e pertinentes. Reconhecidas por todos como sendo de grande valor e contributo para o debate desses mesmos temas na sociedade civil e nas estruturas políticas.

      Escuso-me a falar do seu passado, presente e futuro profissional, que facilmente pode ser consultado na internet, e que fala por si.

      • mf diz:

        “…E mesmo correndo o risco de “cair mal” estar a elogiar o meu próprio pai…”

        sim..este blog mais parece a Santíssima Trindade…. Se não é o Pai é filho…se não é o filho é o pai:)

        mas no fundo só me vem dar razão.. se têm tanta “obra”.,,, ja parece o CF… falem das vossas… 🙂 e que tudo o que escrevem não seja apenas para criticar…

      • Luis Melo diz:

        Ao menos o pai e o filho, e alguns (muito poucos) militantes, tem a coragem de dar a cara, o nome e a sua opiniao. Já outros, como vossa excelencia, apenas vem aqui mandar “postas de pescada”, nao fazem nenhuma intervencao com conteudo, e escondem-se covardemente atrás do anonimato.

    • Meu Caro Senhor ‘mf’,

      Vê como está a aprender. Então já sabe o que é contribuir com conteúdo.

      Como já o fiz anteriormente, devolvo-lhe a si o desafio, diga de sua justiça. Dê contributos produtivos e deixe-se de trocadilhos e remoques.

      Olhe, comece por replicar aos meus comentários acima publicados no dia 02 de Fevereiro passado.

      Veja lá se é capaz.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: