É preciso muito mais para se ter nas mãos o futuro dos Tirsenses

Em política é absolutamente essencial que o foco esteja nas ideias, ideais, rumos, estratégias e acções – que nos dias que correm, e perante os problemas que atravessamos, devem ser mais soluções. Mas está hoje provado e comprovado que esses problemas surgiram por causa da incompetência e negligência dos políticos, que inadvertidamente ou propositadamente geriram com dolo a coisa pública. É portanto hoje impossível fazer escolhas políticas sem avaliar também o perfil dos candidatos. O seu passado pessoal, académico, profissional e político. Esta ordem não é inocente e explico porquê.

Considero que um homem digno de representar o povo e de alguma forma o guiar num cargo de liderança política, tenha que ter atrás de si – e em primeiro lugar – uma saudável formação e educação pessoal. Só isso pode garantir que é um homem com valores e princípios. Um homem com uma personalidade bem definida e com carácter. Um homem íntegro, sério, honesto, responsável. Todas elas características essenciais para se poder confiar nas suas mãos não só o destino mas também a gestão do dinheiro (das contribuições) de uma população.

É necessário que haja também um percurso académico que lhe tenha permitido desenvolver as suas capacidades intelectuais, o conhecimento, a cultura. Só isso pode garantir capacidade de raciocínio, de entendimento, e suficiente abertura de espírito para resolver os problemas dos outros. Capacidade de os analisar, de pensar uma solução, de planear a implementação e de ser bem sucedido na sua execução. Não é de todo necessário ter estudos superiores, mas sim ter um percurso bem definido e sucedido, que acima de tudo lhe tenha permitido manter uma permanente actividade intelectual.

A carreira profissional é por regra consequência do percurso académico. E ela deve ser transparente e imaculada, mostrando de preferência uma linha condutora coerente e principalmente resultados positivos. Só isso pode garantir um alto profissionalismo e uma vontade de ir ao fundo das questões, não se ficando apenas pelo superficial. O percurso profissional deve demonstrar inequivocamente uma alta exigência consigo mesmo e um grande brio. Para se ocupar lugares de liderança política é também essencial ter comprovadas capacidades de gestão de pessoas, de expectativas e de conflitos.

O percurso político é a meu ver o menos importante, senão mesmo dispensável nos dias que correm. Isto porque, regra geral, é sinal de interesse partidário, cacique, vício. A experiência política é boa caso advenha do desempenho de cargos públicos electivos e é relevante se redundou em algo concreto e positivo. Naturalmente que a transparência na forma como se foi eleito e desempenhou o cargo é absolutamente crucial. No nosso sistema político a militância e passagem por partidos políticos é quase necessária, mas não é obrigatório (será mesmo desaconselhável) a participação na “máquina”.

Isto vem a propósito de uma insistente tendência nas caixas de comentários deste blogue, onde de cada vez que se critica a falta de perfil, de preparação e de capacidade políticas do candidato da coligação PSD/PPM, alguém (anónimo) vem discorrer sobre o “brilhante” curriculum de Alírio Canceles. Penso que nunca aqui escrevi sobre o tema – talvez porque fosse inexistente – mas vamos a isso. Uma exaustiva pesquisa não permite chegar a dados conclusivos. Nem nas ferramentas oficiais da candidatura existem dados sobre o candidato, pelo que sobre transparência estamos conversados.

O percurso pessoal é desconhecido pela maioria dos Tirsenses, o que acaba por ser normal dado que Alírio Canceles não é o que se chama um “Tirsense de gema”. Nasceu noutro local e estabeleceu-se em Santo Tirso. O que por si só não é uma desvantagem, e o longo período vivido no concelho deveriam conferir-lhe o conhecimento necessário. Em lado algum existem dados sobre o percurso académico ou profissional. Nada sobre as escolas frequentadas ou as funções desempenhadas no mercado de trabalho. Sabe-se apenas que é Técnico do IEFP em Santo Tirso, desconhecendo-se quaisquer avaliações de desempenho ou resultados.

E quanto ao percurso político – o tal que tanto se propala nas caixas de comentários deste blogue e não só – ele divide-se em duas partes. A ocupação de cargos partidários (membro de vários orgãos na estrutura do PSD ao nível local, concelhio e distrital) aos quais chegou trabalhando na tal “máquina”. E a ocupação de cargos públicos sem poder executivo (membro da Assembleia Municipal e vereador sem pelouro) onde chegou a reboque de resultados eleitorias conseguidos por outros, e onde não apresenta qualquer resultado perceptível ou concreto.

A meu ver, é preciso muito mais do que isto para se ter nas suas mãos, e à sua responsabilidade, o futuro dos Tirsenses e o futuro de Santo Tirso.

Anúncios

6 Responses to É preciso muito mais para se ter nas mãos o futuro dos Tirsenses

  1. Jorge diz:

    É mesmo necessário mais, muito mais.
    Dentro desta temática, deixo aqui um link, que deveria ser de visualização obrigatória por todos os cidadãos com direitos e deveres civicos!
    http://www.rtp.pt/play/p761/e119582/justica-cega

  2. Mariza diz:

    A FORÇA DE TODOS vs TODOS POR SANTO TIRSO.

    DIFERENÇAS, que fazem a DIFERENÇA.

    Pois então vejamos: A FORÇA DE TODOS (Couto)

    a) Medidas no sentido das pessoas e para as pessoas
    b) Preparar um futuro mais risonho e estável.
    c) Olhar para trás e mostrar que estes que trabalharam e dedicaram a sua vida a Santo Tirso e ao País, merecem agora os cuidados e as preocupações por parte daqueles que têm responsabilidades Politicas
    d) Uma nova forma de fazer Politica “Servir”
    e) Projetar Santo Tirso no âmbito Regional e Nacional.
    f) A sempre procura de saber o que cada um pensa.
    g) A constante busca de fazer mais e melhor.
    Eis algumas das preocupações que este Candidato demonstra na sua página e na sua postura diária.

    Ora vejamos: TODOS POR SANTO TIRSO (Alirio )

    a) Criticar o adversário
    b) Ao longo da página deste Candidato verifica-se que o Nome de Joaquim Couto é mais utilizado do que as medidas que propõem.
    Acusa o adversário de atos que não constitui VERDADE e que deixo aqui alguns excertos: “Joaquim Couto exercia funções como deputado, que foi criado o Centro Hospitalar do Médio Ave. Foi também nesse período e com total passividade de Joaquim Couto, o Hospital de Santo Tirso perdeu a Maternidade, os serviços de neonatologia, a urgência de Ginecologia, bem como os serviços de pediatria.” Para quem desconhece aqui coloco “a tal Passividade” de Joaquim couto em relação a esta especifica situação:
    Intervenção de Joaquim Couto (PS)

    Qualidade: Deputado
    Reunião plenária de: 2006-04-20
    Legislatura: X
    Sessão Legislativa: 1
    [DAR I série Nº.114/X/1 2006.04.21 (pág. 5294-5295)]
    Tipo de Actividade: Voto
    Fase da Sessão: POD
    Sumário: Voto de protesto pelo anunciado encerramento das maternidades de Barcelos, Santo Tirso e Bragança
    Tipo de Intervenção: Declaração de voto

    Santo Tirso quer saber do Futuro e não de mentiras e acusações entre Candidatos, por isso e por ser Tirsense, Sr. Alírio diga-me: O PSD, o seu partido, que tanto tem feito pelo País e pelos Portugueses o que pretendem fazer por Santo Tirso?
    A) Trazer Miguel Relvas para o desporto?
    B) Gaspar fica com as Finanças?
    C) Paços Coelho será o novo vereador da Cultura?

    • Querias Taxo diz:

      Joaquim Couto, o Tirsense que mora em Leça, o Tirsense que não vem praticamente a Santo Tirso desde 1999, o Tirsense que juntamente com Castro Fernandes deixou Santo Tirso no pântano!

  3. Querias Taxo diz:

    Luis Melo é o que se chama de pessoa AZIADA. Em bom português, quer ele queira quer não! Muita azia mesmo.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: