O “sistema” do Consulado de Portugal em Londres

Quarta interacção

Tal como eu suspeitava, a história não ficou por ali. Consegui – Deus sabe como – marcar um agendamento no consulado para ontem, de maneira a tirar o passaporte e tê-lo em tempo útil.

Cheguei ao consulado à hora marcada 8h30. Disseram-me que o pedido do passaporte era no Piso 2. Subi e num gabinete encontrei uma menina muito simpática e solicita, que me fez o registo e pediu para assinar dois formulários. Tirei foto e registei impressões digitais. Estava terminado em 5 minutos!

Pediram-me para descer e pagar no piso 0. Ao chegar ao piso 0 dirigi-me ao caixa que me disse para aguardar. Que me chamaria quando o processo chegasse “cá abaixo”. Aguardei. Ao fim de 30 minutos perguntei se ainda demorava muito. Disse-me que tinham tido um problema no “sistema” e o processo ainda não tinha chegado.

Depois de 45 minutos de espera perguntei ao caixa se já estava resolvido o problema no “sistema”, e se não podia pagar – já que o preço do passaporte está na tabela. Disse-me que não, que tinha de ter o processo com ele para cobrar. Mas que estavam a tentar arranjar o “sistema” rapidamente.

Passada 1 hora insisti. Disse-lhe que não podia perder a manhã toda ali. Que queria pagar e ir-me embora. Respondeu-me: “Eu vou ver o que posso fazer. É que o senhor teve mesmo azar. O papel ficou entupido no “sistema” e não conseguimos resolver“. O quê? Entupido no sistema, pensei eu?

O “sistema” é um tubo. Um cano basicamente. Com cerca de 10 cm de diâmetro. Onde a menina do piso 2 coloca os papéis, que devem escorregar pelo cano abaixo até ao piso 0. A verdade é que além de o cano ter alguns “S”, se os papéis não forem enrolados e colocados com um elástico, abrem-se e ficam presos.

Ora é este o “sistema” do Consulado para trazer os formulários do piso 2 ao piso 0. É absolutamente inacreditável, anedótico e patético. De tal forma que eu nem tive palavras para criticar. Simplesmente paguei – depois de a menina do piso 2 ter imprimido novos papéis e descido pelo elevador para os trazer – e fui embora.

Perdi 1 hora (!) do meu dia – ainda por cima dia de semana – por causa de uma imbecilidade inacreditável. Algo que se resolvia muito facilmente – mesmo deixando o preguiçoso funcionário público tuga sentado na sua cadeira – dando os papéis à própria pessoa e pedir-lhe para descer e os entregar no caixa, para pagar.

2 respostas a O “sistema” do Consulado de Portugal em Londres

  1. Lia diz:

    Como foi que você conseguiu o agendamento? Por favor nos conta esse milagre!!!! 🙏

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: