Autárquicas 2021 – Abriram-se as hostilidades?

Já é habitual, em ano de eleições autárquicas, aparecer em Santo Tirso um “órgão de comunicação social” novo.

Que tipicamente se tenta apresentar independente, mas que é claramente uma “arma” contra o Partido Socialista (no poder há quase 40 anos).

Este ano não parece ser diferente. Algo me diz que o aparecimento do “Diário de Santo Tirso” online, não é mais do que a confirmação daquela tradição.

Digo isto pelo timming do aparecimento, pela retórica nas “notícias”, e porque em poucas semanas já entrevistou vários presidentes e vereadores dos partidos da oposição.

Admito que possa estar errado. E não terei problema em reconhecê-lo e pedir desculpa, se se vier a provar o contrário. Isto é, que o “Diário” é um projecto legítimo e independente.

Curiosamente também eu fui contactado, pelo criador do “Diário”. Queria fazer uma reportagem sobre o documento que publiquei sobre a Economia Tirsense. Imagino que também pela minha intervenção pública.

Agradeci o convite, enviado por email, e respondi que estou sempre aberto a contribuir e discutir qualquer assunto relevante, mas apenas com organizações e órgãos legítimos.

Pedi portanto informação detalhada sobre o “Diário”. Foi-me fornecido o número de registo na Entidade Reguladora da Comunicação. Não conheço os critérios da ERC, mas pela lista imensa de websites, penso que basta pedir para ter registo.

Pedi também o número de carteira de jornalista do criador do “Diário”, pessoa que queria fazer a reportagem comigo. Respondeu-me que não tinha.

Fiz uma pesquisa simples, no Google, ao nome da pessoa em causa. Percebi que se trata da mesma pessoa que em 2018 apareceu em várias reportagens e investigações de órgãos de comunicação social nacional, como sendo o criador de vários websites de fake news (como por exemplo o “Direita Política”).

Fui transparente, claro e directo com o criador do “Diário”. Respondeu-me que essas reportagens continham falsidades e que apesar de criador dos websites não era quem escrevia as fake news (ex. a “notícia” que despoletou a investigação mostrava uma foto de Catarina Martins com um relógio que alegadamente custava 20 milhões €)

Disse-lhe para me voltar a contactar quando tivesse carteira de jornalista. Nessa altura, e se o “Diário” ainda existir, voltarei a considerar (normalmente estes “órgãos” criados em período de eleições autárquicas tendem a fechar no dia a seguir aos resultados serem conhecidos).

Há uma coisa muito importante na vida. E que é essencial quando se tem intervenção ou actividade política – Princípios e Valores. Desses nunca abdiquei. Não abdico hoje. Não abdicarei nunca.

Há líderes e protagonistas políticos que querem aparecer a qualquer custo. Não só são coniventes, como muitas vezes são mesmo impulsionadores, de projectos que sabem ser enviesados. Outros são apenas ingénuos ou irresponsáveis, demonstrando incapacidade para o serviço público.

É um direito que lhes assiste. É uma pena que assim seja. A verdade é que o resultado está à vista. Apesar de acontecer sempre que há eleições autárquicas, nunca conseguem vencer.

Já podiam portanto ter percebido que esse não é o caminho. Já tiveram muita prova de que essa não pode ser a estratégia. Mas insistem… Einstein tinha razão, mas poucos lhe dão ouvidos.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: