Sábado, já sabem, é o meu dia no “Nova Esperança”

04/05/2013

NEHeader3

Hoje é Sábado, e aos Sábados já sabem… é o meu dia no “Nova Esperança“! O meu último post já está publicado e tem o título: “O Portugal Saloio“.

Falo sobre o que tenho visto por Santo Tirso – e que é transponível aos outros 307 concelhos do país – desde que teve início a pré-pré-Campanha para as Autárquicas 2013.


Sábado é dia de “Nova Esperança”

27/04/2013

NEHeader3

Como sabem, agora aos Sabados tenho lugar cativo no “Nova Esperança” e portanto podem ir lá ler o meu último post. Desta vez o título é “De Guimarães, para o Mundo


Hoje é Sábado? Tenho de ir ao “Nova Esperança”

20/04/2013

Hoje é Sábado, e por isso é dia de me encontrarem no Nova Esperança.

Já sabem que este novo projecto tem 7 autores para 7 dias e o meu é o Sábado.

Hoje escrevo sobre como Portugal parece estar cheio de masoquistas.

Aproveitem também para, na vossa visita, ler os posts interessantes dos meus colegas de blog.


Nova Esperança

13/04/2013

A convite do Diogo Agostinho aceitei fazer parte de um novo projecto. Um novo blogue chamado “Nova Esperança”.

Espera-se que seja uma lufada de ar fresco na blogosfera portuguesa. Que seja polémico e interessante.

O formato é diferente e talvez inovador. São 7 autores. Cada um tem um dia fixo da semana. O meu é o Sábado.

Portanto, a partir de agora, todos os Sábados, poderão encontrar-me lá, no “Nova Esperança“.

A estreia foi hoje, espero que gostem…


100.000 visitas! Saia mais uma rodada!

16/02/2013

O Era mais um fino atingiu no início deste mês as Cem Mil visitas. Sim, 100.000! Algo que me deixa extremamente satisfeito e sem palavras para agradecer a tantos leitores. Aprecio a vossa paciência para me aturarem.

Queria de alguma forma assinalar este “marco”. Perguntei aos meus seguidores no Twitter e no Facebook o que sugeriam que fizesse. Não houve grandes sugestões, a não ser alguém que me disse para pagar uma rodada.

Ora, se fosse possível eu pagar uma rodada de finos a todos os leitores, com toda a certeza um ordenado não iria chegar. Pelo que essa ideia, apesar de criativa e bem intencionada, parece-me ser um pouco inviável.

Pensei que o melhor a fazer seria abrir o blogue aos leitores e comentadores. Porque já são muitos a vir ao Era mais um fino com vontade de também se fazer ouvir. Pelo que estão abertas as “hostilidades”.

Aceitarei textos curtos ou longos, sobre qualquer tema, independentemente da convicção. Apenas tenho duas exigências: 1) Que sejam pertinentes e bem estruturados; 2) Que o autor esteja devidamente identificado.

Enviar para luismelo78@gmail.com


9.500 em Janeiro, 97.000 no total

31/01/2013

O “Era Mais um Fino” atingiu em Janeiro de 2013 as 9.500 visitas, ultrapassando Novembro de 2012 (que tinha atingido 7.000 visitas) como mês mais movimentado de sempre. Desta forma, o “Era Mais um Fino” acumula um total de 97.000 visitas.

Também a participação dos leitores tem aumentado. Neste momento são escritos cerca de 100 comentarios por mês, sendo que no total já foram publicados mais de 1.500 comentários. A política Tirsense é o tema que tem gerado mais discussão.

Congratulo-me com o facto de o “Era Mais um Fino” estar tão vivo e agradeço a todos os leitores por esse facto. Desafiando-os a participar cada vez mais e até a fazer sugestões para melhorar o blogue. Todas serão bem vindas, desde que pertinentes.


80.000 finos… é muito fino, seus alcoólicos!

18/11/2012

Hoje o Era mais um fino ultrapassou as 80.000 visitas! Obrigado aos leitores por me aturarem. Continuem a aparecer, os finos são por minha conta.


1 ano a Pensar Lisboa

26/09/2012

Hoje o Pensar Lisboa faz 1 ano. Foi com muito prazer que integrei este projecto desde o seu início, quando fui convidado pelo seu mentor, o incansável Diogo Agostinho a quem aproveito para agradecer.

Acaba por ser inegável a contribuição que o Pensar Lisboa tem dado ao debate em torno da cidade. Poucos ou mesmo nenhuns, fora dos partidos políticos, se propuseram a fazer este tipo de trabalho.

Foi com desinteresse e sentido de missão que se juntou este grupo de homens e mulheres de todas as áreas, formações e formas de pensar. Estão todos de parabéns. Aqui deixo o meu presente: From London, with Love.


60.000 goladas no fino

01/05/2012

O Era Mais um Fino atingiu hoje as 60.000 visitas! Este número redondo deixa-me extremamente satisfeito, faz-me agradecer-vos, impele-me a pedir-vos mais participação na caixa de comentários, e…. venha mais um fino que eu pago esta rodada!


Lisboa aos olhos de… Luís Melo

05/03/2012

Uma das rubricas mais conhecidas na blogosfera é a do Pensar Lisboa, de seu nome “Lisboa aos olhos de…“. Já por lá passaram Políticos, Actores, Desportistas e Jornalistas. Agora é a vez dos autores. Tenho a honra de ser o primeiro. (ler aqui, no Pensar Lisboa)

Pensar Lisboa – O que mais gosta na cidade de Lisboa?
Luís Melo – Os seus monumentos históricos. A diversidade de espectáculos e espaços culturais. Os bairros que continuam a manter a tradição. Os muito bons restaurantes de todas as cozinhas. O rio Tejo. Os pastéis de Belém. O Parque das Nações. A Baixa, o Chiado e o Bairro Alto. As belas vistas dos vários miradouros. O facto de me poder deslocar de transportes públicos, abdicando totalmente do automóvel. Os verdadeiros amigos que fiz.

Pensar Lisboa – O que menos gosta em Lisboa?
Luís Melo – Fundamentalmente duas coisas: 1) Do trânsito, que é culpa não só da cultura das pessoas (muito virada para o carro próprio, que se tornou um símbolo da aparência e do status social) mas também da má gestão e integração dos transportes públicos. 2) Da indiferença das pessoas, que estão tão compenetradas na sua vida e tão focadas no seu umbigo, que frequentemente têm atitudes egoístas, desrespeitando e desprezando o próximo. Típico de uma metrópole, que só o é pela dimensão, e não pela mentalidade.

Pensar Lisboa – O que mudava em Lisboa?
Luís Melo – A gestão dos transportes públicos. A política de reabilitação das centenas de edifícios devolutos. O apoio aos mais idosos. A atracção dos mais jovens. A reintegração das centenas de indigentes. Algo que seria possível com outra liderança na gestão autárquica.

Pensar Lisboa – O que recomendaria a um turista em Lisboa?
Luís Melo – Uma visita a Belém (Monumento aos Descobrimentos, Torre de Belém, Mosteiro dos Jerónimos, Pastéis de Belém, Palácio de Belém). Um almoço à beira rio. Uma visita ao Parque das Nações (Oceanário e Pavilhão da Ciência). Um lanche no Chiado. Um fim de tarde na Praça do Comércio, no Miradouro da Graça, no de Santa Luzia ou no de São Pedro de Alcântara. Um jantar (bife, obviamente) no XL. Uma saída ao Bairro Alto, com passagem pela Bica.

Pensar Lisboa – Com que cor identifica Lisboa?
Luís Melo – Laranja (amarelo + vermelho)

Pensar Lisboa – Numa palavra, Lisboa é…?
Luís Melo – Moura


%d bloggers gostam disto: