André Villas-Boas, um competente gentleman

01/06/2013

NEHeader3

Sábado é dia de dar um “salto” até ao “Nova Esperança”. O meu post de hoje é sobre futebol. Falo das diferenças entre o futebol entre Inglaterra e o resto da Europa, de André Villas-Boas e ainda do que se passou na final da Taça de Portugal. Podem ler clicando aqui.


O truque para fazer melhor do que Villas-Boas

08/08/2011

Depois de uma época insigne em 2010/2011 com a conquista de Supertaça de Portugal, Campeonato, Taça de Portugal e Liga Europa, o FC Porto abre 2011/2012 com nova vitória na Supertaça de Portugal.

Esta é a 18ª vitória do FC Porto na competição que vai na 33ª edição. Ou seja, o FC Porto tem mais títulos do que todos os outros clubes juntos (Sporting, 7. Benfica, 4. Boavista, 3. Vitória, 1).

Confesso que há semanas atrás não achava justo pedir ao FC Porto uma cópia da época anterior. Mas a jogar desta forma tudo é possível. A meu ver, a equipa está efectivamente melhor.

Se com André Villas-Boas o FC Porto jogava um futebol atraente e ofensivo, com Vítor Pereira parece fazer o mesmo mas com uma pressão alta sufocante. E os jogadores parecem gostar.

A única dúvida ou o único problema prende-se com os níveis físicos. Para aguentar esta forma de jogar ao longo de toda a época, o trabalho de preparação física terá de ser irrepreensível.


FCP vs PSD… novamente agridoce

21/06/2011

Esta é já a segunda vez esta semana que tenho um sentimento agridoce. Mas se da última vez envolvia apenas o Governo PSD, desta vez envolve o Governo PSD e o FC Porto.

Passos Coelho e André Villas-Boas estavam, para mim, no patamar mais alto da consideração, do respeito e da confiança. Hoje, enquanto um assinava o outro rescindia.

Só tenho, ainda assim, de desejar aos dois a melhor sorte do mundo. Espero sinceramente que ambos tenham sucesso e consigam cumprir os objectivos a que se propõem.

É duplamente importante para Portugal, que PPC e AVB consigam vencer as dificuldades que se lhes apresentarão pela frente. Obviamente, nas devidas proporções.


Não é o Special Two, é o Special Too

19/05/2011

A vitória do FC Porto na Liga Europa 2010/2011 é mais uma prova (entre tantas) da grandiosidade do clube na Europa do futebol. O FCP é claramente um dos melhores clubes do Mundo. Há várias décadas que assim é, mas nesta última tirou todas as dúvidas, se é que as havia.

Tal como escrevi há tempos “Uma equipa não é a melhor por vencer uma vez, é-o por vencer constantemente“. E o FCP fá-lo como poucos na Europa do futebol. Nem os maiores colossos (Man Utd, FC Barcelona, Real Madrid, Inter Milão, AC Milan, Bayern Munique) conseguem vencer desta forma.

Nos últimos 10 anos o FCP venceu 7 campeonatos, 5 Taças de Portugal, 6 Supertaças Portuguesas, 2 Taças UEFA, uma Liga dos Campeões Europeus e um Campeonato do Mundo de clubes. Duvido que haja paralelo. Este palmarés é incrível e deita por terra qualquer argumento adversário.

Se há uns anos atrás o rosto do domínio do FCP na Europa (já que em Portugal tem sido constante) foi José Mourinho, o Special One, este ano, é André Villas-Boas, o Special Too (e não Special Two). O treinador do FCP é um exemplo de competência, liderança, carácter e humildade.

Ontem de manhã escrevi no twitterUm dia vou festejar um título europeu do FC Porto, na cidade de Lisboa. Hoje é esse dia“… graças a André Villas-Boas, ontem foi mesmo esse dia. E soube bem, muito bem. Só me faltaram os meus amigos portistas de Santo Tirso, para o festejo ser perfeito.


%d bloggers like this: