25 de Abril (versão 2.0)

24/10/2009

1 – Praxes existem em todo o lado. Nas escolas, nas universidades, no desporto e até no trabalho. Umas são mais físicas mas por vezes são menos violentas do que outras que são apenas psicológicas. O caso do Colégio Militar não é novo nem tão grave como querem fazer passar. Mesmo assim quiseram empolá-lo e o MP ameaçou até acusar alguns alunos. A comunicação “dita” social fez disto um escândalo nacional.

2 – José Sócrates e o PS escolheram o governo para a próxima legislatura. Augusto Santos Silva, um político sem o mínimo de estatuto ou perfil para ter tutelas chave, foi escolhido para a Defesa. Uma das mais importantes pastas do executivo, que garante da independência da pátria e da estabilidade política, social e militar. O mesmo PS que até agora sempre respeitou esta pasta, deixando-a nas mãos de homens fortes como Jaime Gama ou António Vitorino.

Qual o objectivo deste governo e desta comunicação “dita” social (que todos sabemos andar a mando do governo) com estas duas situações? Descredibilizar os militares? Porquê? Estarão os socialistas conscientes de que não têm solução para a crise? E terão receio que os militares tomem a mesma decisão que tomaram em 25 Abril 1974 no caso dum cenário (futuro próximo) de instabilidade social?


%d bloggers like this: