Menezes não precisa de “habilidades” para chegar ao Porto

16/01/2012

Gosto pouco de unanimidades, muito menos em política. E quando se trata do PSD, ainda menos me agrada. Mesmo com Sá Carneiro o partido foi sempre muito plural e pouco dado ao unanimismo. É essa a riqueza do meu partido.

Daí que não tivesse ficado nada agradado aquando das eleições para a Comissão Política Distrital do Porto, em que houve uma conformidade geral de votos em volta de Virgílio Macedo, o braço-direito do ex-líder Marco António Costa.

Essa recente eleição mais pareceu uma “passagem de testemunho”, para que uma corrente de “vontades” permanecesse a dominar a CPD PSD Porto. Não é absolutamente nada ilegítimo. Apresentaram-se sozinhos a eleições e venceram.

Mas parece agora que essa corrente de “vontades” tem um só objectivo. E ele não passa para lá das fronteiras da cidade onde se encontra a sede da Distrital do PSD Porto. Desprezando todos os outros concelhos do distrito.

Nos últimos dias a actividade foi intensa para Virgílio Macedo. Primeiro veio defender que os autarcas impedidos (pela nova lei) de se candidatar nos seus concelhos, o possam fazer noutros. Depois veio atacar Paulo Rangel (hipotético candidato à CM Porto).

Luís Filipe Menezes já demonstrou competência como político, e fez um grande trabalho em VN Gaia. Poderia fazer o mesmo no Porto, dando continuidade ao que foi feito por Rui Rio. Não precisa para isso, deste tipo de jogadas.

Quero acreditar que não há um esquema montado para colocar LF Menezes como candidato à CM Porto. E a haver, que o próprio não está envolvido. Se a lei o permitir, ele não precisa disso. A população provavelmente escolhê-lo-à sem hesitar.

Mas a população também já está farta das jogadas sujas nos bastidores politico-partidários. Daí que as recentes “habilidades” de Ricardo Almeida (na Comissão Política Concelhia do Porto) e de Virgílio Macedo nada ajudam.

Além disso, é necessário que a CPD PSD Porto concentre também os seus esforços noutras autarquias. Muitas delas mais difíceis de conquistar do que a do Porto. A minha por exemplo, Santo Tirso, que há mais de 30 anos é PS.


%d bloggers like this: